Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1003581
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2014
Type of Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Authors: QUEIROZ, A. P. de
FERNANDES, A. P.
BUENO, A. de F.
SILVA, G. V.
MIKAMI, A. Y.
BORTOLOTTO, O. C.
RODRIGUES, R. B.
SANZOVO, A. W.
Additional Information: ANA PAULA DE QUEIROZ, IAPAR; ALINE P. FERNANDES, IAPAR; ADENEY DE FREITAS BUENO, CNPSO; GABRIELA V. SILVA, UEL; ADRIANA Y. MIKAMI, UFPR; ORCIAL C. BORTOLOTTO, UEL; ROSENILDA B. RODRIGUES, UENP; ALISSON W. SANZOVO, UENP.
Title: Influência do acasalamento no parasitismo e desenvolvimento de Telenomus remus (Hymenoptera: Platygastridae).
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 25., 2014, Goiânia. Entomologia integrada à sociedade para o desenvolvimento sustentável: anais. [Londrina]: SEB, 2014.
Pages: não paginado
Language: pt_BR
Description: Telenomus remus é um importante inimigo natural de lepidópteros, principalmente de Spodoptera frugiperda. Visando a sua liberação massal em campo, é essencial que alguns parâmetros biológicos sejam conhecidos. O trabalho teve por objetivo avaliar se o acasalamento interfere no parasitismo de T. remus em ovos de S. frugiperda. Para o experimento foram utilizadas fêmeas acasaladas e não acasaladas criadas em ovos do hospedeiro alternativo, Corcyra cephalonica. O experimento foi realizado em câmaras climatizadas (T: 25±2°C; UR: 80±10%; Fotofase: 14h) em delineamento inteiramente casualizado, com dois tratamentos (fêmeas acasaladas e não acasaladas) com cinco repetições constituídas por seis fêmeas recém-emergidas (até 24 h) e alimentadas com mel. Aproximadamente 100 ovos de S. frugiperda foram aderidos com cola atóxica (30%) em cartelas de papel e oferecidos às fêmeas de T. remus diariamente, com tempo de exposição de 24 horas. Foram avaliados: número de ovos parasitados, emergência (%), razão sexual e longevidade das fêmeas parentais. As médias do número de ovos parasitados (53 e 46), viabilidade (99% e 99%) e longevidade das fêmeas parentais (6 e 5 dias) não apresentaram diferença entre as fêmeas acasaladas e não acasaladas, respectivamente. No entanto, quando avaliada a razão sexual, foi verificado que a progênie de fêmeas não copuladas apresentou características reprodutivas arrenótocas. Assim, este trabalho demonstra que o acasalamento influência as características reprodutivas da espécie, porém, não afeta sua capacidade de parasitismo e desenvolvimento. Isto é um indicativo que a pulverização de pupas isoladas no campo pode ser uma alternativa viável na liberação inundativa do parasitoide.
Thesagro: Controle biológico
NAL Thesaurus: Biological control
Pest control
Data Created: 2014-12-23
Appears in Collections:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
adeney...influencia.pdf100,79 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace