Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1014765
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Acre - Tese/dissertação (ALICE)
Date Issued: 2013
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: LEÃO, J. R. A.
Additional Information: João Ricardo Avelino Leão, UFAC.
Title: Micropropagação de Aechmea setigera (Bromeliaceae): uma espécie de bromélia nativa da Amazônia Sul-Ocidental.
Publisher: 2013.
Pages: 56 f.
Language: pt_BR
Notes: Dissertação (Mestrado em Ciências) - Programa de Pós-graduação em Ciência, Inovação e Tecnologia para a Amazônia, Universidade Federal do Acre, Rio Branco, 2013. Orientador: Paulo Cesar Poeta Fermino Junior; Co-orientadora: Andrea Raposo.
Keywords: Aechmea setigera
Amazônia Ocidental
Western Amazon
Amazonia Occidental
Almidón
Cultivo in vitro
Micropropagación
Respuesta de la planta
Sustancias de crecimiento vegetal
Description: A bromélia Aechmea setigera é uma espécie epífita natina da Amazônia Sul-Ocidental. Em geral, as atividades de desmatamento das florestas causam uma redução na biodiversidade das bromeliáceas da Amazônia. Sendo assim, a produção de mudas por micropropagação consiste numa importante estratégia de propagação e conservação desse recurso genético vegetal. O objetivo deste trabalho foi estabelecer um protocolo para a micropropagação dessa espécie. O estudo iniciou-se com o estabelecimento de sementes in vitro em meio de cultivo MS. Para a multiplicação de brotos foram utilizados meio de cultura MS líquido estacionário e meio de cultura MS semissólido, suplementado com diferentes concentrações de citocinina BAP (6- benzilaminopurina) (0; 0,5; 1,0; 2,0; 4,0 mg.L-1) após 60 dias foi avaliado numero de brotos, comprimento de brotos, número de raízes e presença ou não de calos. O enraizamento in vitro foi induzido com meio MS, suplementado com diferentes concentrações de auxinas AIA (ácido indol acético), AIB (ácido indolbutírico) e ANBA (ácido naftalenoacético) (0; 0,25; 0,5; 1,0; 2,0 mg.L-1) após 60 dias foi avaliado porcentagem de enraizamento, número de raízzes e comprimento de raiza. A aclimatação dos brotos ocorreu em casa de vegetação tecnológica após a fase de enraizamento in vitro em substrato comercial, vermiculita e pós de serra, isolados ou associados entre si. Os parâmetros avaliados foram altura das plÁntulas e número de folhas durante 30, 60 e 90 dias. A formação do maior número de brotos adventícios ocorreu com a concentração de BAP de 4,0 mg.L-1 em meio líquido estacionário. Todas as concentrações de ANA proporcionaram a formação do maior número de raízes, independente das concentrações utilizadas. As plântulas aclimatizadas em casa de vegetação se desenvolveram melhor com substrato comercial ou quando associado a vermiculita. Com base nesses resultados, conclui-se que a propagação in vitro de A. setigera é uma biotecnologia viável para a produção de mudas.
Thesagro: Bromélia
Bromeliaceae
Micropropagação
Cultura in vitro
Regulador de crescimento
Resposta da planta
Amido
NAL Thesaurus: Micropropagation
In vitro culture
Plant growth substances
Plant response
Starch
Data Created: 2015-04-30
Appears in Collections:Tese/dissertação (CPAF-AC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
25475.pdf1.09 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace