Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1027518
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Mandioca e Fruticultura - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2015
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: CRUZ, J. L.
L. F. S. SOUZA FILHO
PELACANI, C. R.
Additional Information: JAILSON LOPES CRUZ, CNPMF; SOUZA FILHO, L. F. S., ESALQ; C. R. PELACANI, UEFS.
Title: Influência da adubação fosfatada sobre o crescimento do camapu (Physalis angulata L.)
Publisher: Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Campinas, v.17, n.3, p.360-366, 2015.
Language: pt_BR
Description: A espécie Physalis angulata L., pertencente à família Solanaceae, tem despontado como uma planta extremamente promissora para uso medicinal, em razão da produção do composto fisalina. No entanto, aspectos importantes do seu cultivo ainda permanecem pouco conhecidos. Assim, objetivou-se avaliar a influencia do fósforo para o seu crescimento. O experimento foi conduzido em Latossolo Amarelo de textura média, submetido a três doses de P: 8, 16 e 64 mg kg-1 de P. Usou-se um delineamento experimental inteiramente casualizado. Foram realizadas duas colheitas: aos 30 e 42 dias após o plantio. Verificou-se que as plantas cultivadas sob deficiência (8 mg kg-1 de P no solo) apresentaram 26,3 folhas, enquanto as cultivadas com a maior dose (64 mg kg-1 de P no solo) produziram 80,17 folhas. Aumento semelhante (201%) foi obtido para a área foliar, cujos valores variaram de 436,4 cm2 a 1.313,9 cm2. Sob deficiência, a produção da massa seca total foi de apenas 1,72g, enquanto para a dose de 64 mg kg-1 de P no solo esse valor foi de 7,58g, significando um aumento de 340%. Plantas cultivadas com 8 mg kg-1 de P no solo não apresentaram flores ou frutos; já para o tratamento em que se utilizou 64 mg kg-1 de P no solo, o início do florescimento antecedeu ao das plantas cultivadas com 16 mg kg-1 de P no solo. A razão de área foliar e a área foliar específica foram maiores para as plantas cultivadas sob deficiência, enquanto a taxa de crescimento relativo e a taxa assimilatória líquida não foram estatisticamente influenciadas. Conclui-se que a deficiência de P no solo pode comprometer sobremaneira o crescimento das plantas de Physalis. Além disso, como a deficiência de P reduziu sensivelmente a produção de folhas, órgão responsável pela produção da fisalina, também é possível concluir que a deficiência de P pode, mesmo que indiretamente, reduzir a concentração desse importante composto na planta.
Thesagro: Planta medicinal
Taxa de crescimento
NAL Thesaurus: Physalis angulata
Data Created: 2015-10-28
ISSN: 1516-0572
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPMF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Influenciadaadubacao.pdf336,3 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace