Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1009624
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Solos - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 24-Fev-2015
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: SILVA, L. L. G. G. da
ALVES, G. C.
ORNELLAS, S. S. F.
CAMPOS, D. V. B. de
FELISBERTO, E. M.
Informaçães Adicionais: Lusimar Lamarte Gonzaga Galindo da Silva, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro; Gabriela Cavalcanti Alves, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro; Samiris Sampaio Freire Ornellas, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro; DAVID VILAS BOAS DE CAMPOS, CNPS; Edson Moreira Felisberto, Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
Título: Crescimento de plantas de mogno brasileiro (Swietenia Macrophylla king.) cultivadas em diferentes substratos no horto florestal do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 31.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 15.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 13.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 10., 2014, Araxá. Fertilidade e biologia do solo: integração e tecnologias para todos: anais. Araxá: Núcleo Regional Leste da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2014. FertBio 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Mogno brasileiro
Fertilização
Fertilization.
Conteúdo: A demanda de mudas de plantas da Mata Atlântica supera a oferta no mercado brasileiro. A necessidade de substratos para germinação e desenvolvimento das plantas envolve grande volume de insumos ricos em matéria orgânica e nutriente que suprem necessidades físicas, químicas e biológicas dos vegetais. Os resíduos vegetais produzidos nos 57 ha do arboreto do Jardim Botânico do Rio de Janeiro apresentam elevados teores de nutrientes essenciais às plantas. Para êxito na produção de mudas de qualidade consideram-se características físicas e químicas do substrato, as quais conferem qualidades que permitem o desenvolvimento e proteção das raízes na fase de viveiro. As recomendações para manejo do mogno inclui que a regeneração deve ser estimulada de forma artificial devido pouca habilidade natural em se regenerar após desmatamento intenso. O mogno (Swietenia macrophylla King.) se encontra entre as espécies mais exploradas no setor madeireiro e está ameaçada de extinção, considerada madeira nobre entre as mais valiosas na Amazônia, pois possui diversas utilidades. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento de plantas de mogno nativo do Brasil (Swietenia macrophylla King.) cultivado em diferentes substratos no horto florestal do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPS)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
resumolusimarmogno.pdf3,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace