Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/101036
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 5-Jan-2000
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MARTINS, P. R.
PARENTONI, S. N.
LOPES, M. A.
PAIVA, E.
Informaçães Adicionais: CNPMS.
Título: Eficiencia de indices fenotipicos de comprimento de raiz seminal na avaliacao de plantas individuais de milho quanto a tolerancia ao aluminio.
Edição: 1999
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.34, n.10, p.1897-904, out. 1999.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Toxidez de aluminio
Avaliacao de plantulas
Nutrient solution
Aluminum toxicity
Seedlings evaluation.
Conteúdo: O objetivo deste trabalho foi testar a eficiencia do comprimento relativo de raiz seminal (CRRS) e do comprimento liquido de raiz seminal (CLRS) como indicadores fenotipicos quanto a tolerancia ao aluminio na avaliacao de plantas individuais de milho. Plantulas de genotipos tolerantes e suscetiveis ao Al foram submetidas a solucao nutritiva contendo nivel toxico deste elemento, por um periodo de sete dias, apos o qual, determinaram-se os valores de CRRS e CLRS. Os resultados obtidos quando se utilizaram valores medios para CRRS e CLRS mostraram que ambos os indices foram capazes de discriminar com eficiencia os materiais tolerantes dos suscetiveis. Entretanto, quando foram utilizados os valores de CRRS e CLrs obtidos a partir de plantas individuais, observou-se a existencia de plantas tolerantes com valores tipicos de plantas suscetiveis, o que indica que a avaliacao fenotipica de plantas individuais pelos dois indices esta sujeita a erros significativos, principalmente na caracterizacao de plantas suscetiveis. Portanto, em estudos para mapeamento de "quantitative trait loci" (QTLs) ligados a tolerancia ao Al, nos quais utilizam-se estes indices fenotipicos, o mais apropriado e avaliar familias F3, onde e possivel obter valores medios para CRRS e CLRS e utilizar estas medias para representar os valores fenotipicos das respectivas plantas F2.
Thesagro: Solução Nutritiva.
Ano de Publicação: 1999
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PAB97251.pdf65,7 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace