Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1023857
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Acre - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 14-Set-2015
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: MENIN, M.
SANTOS, R. S.
BORGES, R. E.
PIATTI, L.
Informaçães Adicionais: Marcelo Menin, Universidade Federal do Amazonas; RODRIGO SOUZA SANTOS, CPAF-AC; Rinneu E. Borges, Universidade do Rio Verde; Liliana Piatti, Universidade de São Paulo.
Título: Dieta de sete espécies de anuros terrestres em três agroecossistemas na região noroeste do estado de São Paulo.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HERPETOLOGIA, 7., 2015, Gramado. Livro de Resumos... Gramado: Sociedade Brasileira de Herpetologia, 2015. p. 189.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Anuro terrestre
Sistema produtivo
Agroecossistema
Noroeste de São Paulo
Jaboticabal (SP)
Guaíra (SP).
Conteúdo: Anuros são predadores de uma grande diversidade de invertebrados e muitas espécies são consideradas generalistas. No entanto, informações sobre a dieta de anuros em sistemas produtivos são raras. No presente estudo nós descrevemos a composição da dieta de sete espécies de anuros terrestres capturados em três diferentes agroecossistemas (milho, soja e seringueira) em dois municípios (Jaboticabal e Guaíra) localizados na região Noroeste do Estado de São Paulo. Também comparamos a dieta de juvenis e adultos da espécie mais abundante (teste T). Capturamos 94 espécimes em 20-24 armadilhas de queda instaladas em cada agroecossitema. Dez categorias de presas foram identificadas nos estômagos de 80 espécimes de anuros das famílias Bufonidae (Rhinella schneideri), Leptodactylidae (Leptodactylus fuscus, Leptodactylus mystacinus, Physalaemus cuvieri, Physalaemus marmoratus, Physalaemus nattereri) e Microhylidae (Dermatonotus muelleri). Hymenoptera (Formicidae) foi consumido por todas as espécies. Coleoptera foi o item mais frequente, consumido por seis espécies, seguido por Araneae, Isoptera, larvas de insetos não identificadas, Diptera, Dermaptera, Hemiptera, outros Hymenoptera e Mollusca. Isoptera foi o item mais abundante, seguido por Formicidae, Coleoptera e Araneae. Adultos e juvenis de P. nattereri, a espécie mais abundante, consumiram, principalmente, Formicidae e Isoptera e não houve diferença significativa na abundância dos itens de presas consumidos por juvenis e adultos. Os itens de presas encontrados em nosso estudo são similares aos registrados em outros estudos com as mesmas espécies, porém, em menor diversidade. A maioria das espécies estudadas pode ser considerada generalista e, provavelmente, consumiram presas disponíveis no ambiente. Juvenis e adultos de P. nattereri não possuem diferença na composição da dieta na área estudada e a composição da dieta dessa espécie foi similar àquela encontrada em outros estudos em áreas de pastagens ou mesmo em remanescentes florestais, sugerindo uma dieta especializada no consumo de insetos sociais em grande frequência e abundância.
Thesagro: Dieta
Milho
Seringueira
Soja.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPAF-AC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
25709.pdf68 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace