Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1035933
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2015
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: ANJOS, V. D. A.
TERAO, D.
VIECELLI, M. P.
SILVA, A. M. da
Additional Information: VALERIA DELGADO DE ALMEIDA ANJOS, ITAL; DANIEL TERAO, CNPMA; MONICA PIROLA VIECELLI, FAJ; ADRIANE MARIA DA SILVA, FAJ.
Title: Qualidade de melão gália tratado com tecnologias alternativas para controle de doenças pós-colheita.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE. PROCESSAMENTO DE FRUTAS E HORTALIÇAS, 4., 2015, Búzios. Qualidade de vida, tecnologia e inovação do campo a mesa: anais... Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Processamento de Frutas e Hortaliças (SBPFH), 2015. 6 p.
Language: pt_BR
Keywords: Tratamento alternativo
Description: Resumo: Melões c.v Gália, submetidos aos tratamentos alternativos T1: Controle (aspersão de água a 25 ºC/15s); T2 ? hidrotérmico com aspersão de água a 65 ºC/15s; T3- irradiação com luz ultravioleta-C(UVC) a 2,5 kJm-2 e T4 ? hidrotérmico+UVC foram estocados a10 ± 2ºC e 85-90% UR durante 15 e a 7 dias adicionais a 25°C ± 2 ºC e 85-90% UR. Avaliaram-se após 15 e 21 dias o pH, acidez titulável em ácido succínico (ATT), sólidos solúveis (SST), firmeza e cor CIELab-L*C*H*, sensorial pelo teste de diferença do controle, com pesquisa de intenção de compra pelos provadores. Houve aumento no pH para todos os tratamentos, atingindo ao final:T1 (6,1), T2 (5,7) e T3 (5,7) e T4 (5,8). O maior valor de acidez titulável foi para T1 (0,077g/100g) e o menor para T4(0,070g/100g). O teor de sólidos solúveis em °Brix aumentou em todos os tratamentos. O maior valor para T1 (8,3°Brix) seguido de T3 (7,3°Brix, T2 e T4 (6,7 °Brix). A firmeza de melão decresceu para todos os tratamentos. Houve redução da cor verde para levemente amarelada que resultou na queda da cromaticidade (C*) e do ângulo de cor (h*).A aparência das amostras T2, T3 e T4 foram consideradas melhores que a amostra T1 (controle).Quanto à intenção de compra, apenas o tratamento T4 ? hidrotérmico+UVC foi escolhido aos 21 dias de estocagem, sendo os outros rejeitados devido à presença de doenças e manchas externas na fruta. Os tratamentos alternativos aplicados possibilitaram aumento da vida útil dos melões quando comparados ao controle T1.
Thesagro: Melão
Pós-colheita
NAL Thesaurus: Watermelons
Postharvest treatment
Data Created: 2016-02-02
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015AA045.pdf249.63 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace