Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/103662
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 14-Mai-2001
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MOURA, V. P. G.
DVORAK, W. S.
Título: Provenance and family variation of Pinus caribaea var. hondurensis from Guatemala and Honduras, grown in Brazil, Colombia and Venezuela.
Edição: 2001
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.36, n.2, p.225-234, fev.2001.
Idioma: en
Conteúdo: Pinus caribaea var. hondurensis (Sénécl) Barr. & Golf. e uma especie tropical que ocorre naturalmente nas terras baixas de Belize, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicaragua e no leste do Mexico. Esta especie tem sido uma das mais estudadas entre os pinos tropicais e uma das mais importantes comercialmente no centro e norte do Brasil. O objetivo deste trabalho foi selecionar as melhores procedencias para plantios e tambem as melhores arvores dentro de familias para o estabelecimento de pomares de semente. Para isso, um experimento com cinco procedencias e 47 famílias de polinização aberta de P. caribaea var. hondurensis foi instalado proximo a Planaltina, DF, Região do Cerrado. As procedencias testadas foram Poptun (Guatemala), Gualjoco, Los Limones, El Porvenir e Santa Cruz de Yojoa (Honduras), e foram medidas aos 12 anos de idade. Poptun e Gualjoco apresentaram maior volume; Los Limones e El Porvenir apresentaram a menor incidencia de plantas bifurcadas e com "foxtails". As herdabilidades individuais do volume, forma de fuste e diametro dos ramos foram 0,34, 0,06 e 0,26, respectivamente. Mais de 90% das arvores tinham defeitos, fato comum em P. caribaea nao melhorado. Os criterios de selecao dos caracteres qualitativos devem ser flexiveis na primeira geracao de melhoramento, para se garantir maiores ganhos geneticos em produtividade. Os resultados deste teste, comparados com testes de P. caribaea var. hondurensis em outros locais do Brasil, Colombia e Venezuela, indicam que as interações procedencia x local e familia x local não sao tao fortes como em outras especies de pinos.
Thesagro: Pinheiro
Pinus Caribaea.
Ano de Publicação: 2001
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pab99172.pdf193,39 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace