Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/103741
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 12-Jun-2001
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: NASCIMENTO FILHO, F.J. do
ATROCH, A.L.
SOUSA, N.R. de
GARCIA, T.B.
CRAVO, M.da S.
COUTINHO, E.F.
Informaçães Adicionais: CPAA
Título: Divergencia genetica entre clones de guaranazeiro.
Edição: 2001
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.36, n.3, p.501-06, mar. 2001.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Paullinia cupana
Distancia genetica
Cruzamento
Hibridos
Populacao de plantas
Metodos de melhoramento
Genetic distance
Crossbreeding
Hybrids
Plant population
Breeding methods
Conteúdo: As técnicas multivariadas, para estimar a diversidade genética de um grupo de progenitores, têm sido utilizadas com freqüência pelos melhoristas de plantas. Os progenitores são utilizados em cruzamentos biparentais ou múltiplos, para formação de populações segregantes que tenham maior probabilidade de recuperação de genótipos superiores. Este trabalho foi realizado com o objetivo de identificar clones de guaranazeiro produtivos e divergentes que possam ser utilizados em um programa de cruzamentos para obter híbridos com alto valor heterótico e materiais para propagação vegetativa. Foram avaliados 148 clones de guaranazeiro atualmente em uso no programa de melhoramento genético da Embrapa-Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Ocidental. Utilizou-se, para estimativa da divergência genética, a análise de agrupamento, em que a medida de dissimilaridade utilizada foi a distância euclidiana média padronizada e os métodos de agrupamento de otimização de Tocher e do vizinho mais próximo para construção do dendrograma entre grupos de clones. Houve a formação de sete grupos divergentes de clones. Concluiu-se que a divergência genética entre os clones não é grande, pois dois grupos foram formados com dois clones e três grupos foram formados somente com um único clone. Os clones CMU384 e CMU801 foram os mais próximos geneticamente e podem ser utilizados na formação de uma população com desenvolvimento vegetativo uniforme para uso em plantios comerciais.
Ano de Publicação: 2001
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pab20054.pdf252,24 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace