Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1038061
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Gestão Territorial - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 22-Fev-2016
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: MINGOTI, R.
PADOVANI, C. R.
CALHEIROS, D. F.
Informaçães Adicionais: RAFAEL MINGOTI, SGTE; CARLOS ROBERTO PADOVANI, CPAP; DEBORA FERNANDES CALHEIROS, DGP.
Título: Uso do solo e geração de sedimentos na Bacia do Rio São Lourenço, MT.
Edição: 2015
Fonte/Imprenta: Brasília, DF: Embrapa, 2015. p. 61
Páginas: p. 61
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Bacias Hidrográficas
Modelagem Hidrológica.
Conteúdo: A carga de sedimentos para o Pantanal tem aumentado nas últimas décadas devido ao desmatamento para a agricultura e pecuária sem os devidos cuidados com a conservação dos solos nas sub-bacias que compõem o Pantanal, as quais têm suas cabeceiras no planalto. A Bacia do Rio São Lourenço é uma dessas bacias, sendo que, em 2012, 36% da sua área haviam sido convertidas a uso antrópico. O manejo de bacias hidrográficas para uso e conservação da água e dos solos se torna mais ágil com o uso de ferramentas de modelagem hidrológica, como o SWAT (Soil and Water Assessment Tool), tem sido amplamente usado, gerando centenas de trabalhos científicos publicados. Os objetivos deste trabalho foram: estruturar um protótipo de modelo hidrológico de chuva-vazão para aplicar a outras bacias da Bacia do Alto Paraguai; avaliar o efeito do uso e cobertura do solo sobre a produção de sedimentos; e comparar a geração de sedimentos na Bacia do Rio São Lourenço entre os usos e coberturas dos anos de 2002 e 2012. O trabalho foi realizado na Bacia do Rio São Lourenço, MT. Foram utilizados, na modelagem da relação chuva-vazão e produção de sedimentos, dois cenários de uso e cobertura do solo da área de estudo, sendo um do ano de 2002 e outro do ano de 2012. Também foram utilizados dados de relevo e solos da bacia; dados pluviométricos da região e dados fluviométricos da bacia. Utilizou-se o modelo hidrológico SWAT para realizar as simulações de geração de sedimentos nesses cenários de uso e cobertura. Os resultados foram avaliados de forma comparativa. Foi possível quantificar o impacto da alteração do uso do solo na Bacia do Rio São Lourenço. Foram mapeadas as regiões em que a mudança no uso e na ocupação acarretou em maiores contribuições para a geração de sedimentos. Os resultados obtidos permitem a tomada de decisão para o planejamento de ações prioritárias de conservação do solo. O protótipo de modelohidrológico desenvolvido pode ser adaptado para as demais bacias da Bacia do Alto Paraguai (BAP).
Thesagro: Água
Solo.
Ano de Publicação: 2015
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (SGTE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ResumosAgrohidro201526.pdf567,75 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace