Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/105145
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 20-Jul-2000
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MAGLIOCCA, F. de C.
SILVEIRA, A. C.
FURLAN, L. R.
ARRIGONI, M. de B.
COSTA, C.
Título: Efeito da Niacina e da Monensina Sodica no Desempenho de Novilhos em Confinamento.
Edição: 1994
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.29, n.6, p.983-988. jun. 1994.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Aditivos
Bovinos
Cruzamento industrial
Tratamentos isoprotéicos
Tratamentos isoenergéticos
Conteúdo: O trabalho teve por objetivo avaliar o efeito conjunto e isolado dos aditivos monensina e niacina, no desempenho produtivo de novilhos cruzados (taurino x zebuíno), com idade média de onze meses e peso médio de 248 kg, terminados em regime de confinamento. O delineamento experimental foi aleatorizado, com os seguintes tratamentos: T1-testemunha, T2-niacina, T3-monensina e T4-niacina+monensina. As rações foram isoprotéicas (11% PB) e isoenergéticas (87%)NDT), constituídas por 57,3% volumoso (silagem de milho) e 42,7% de concentrado (farelo de soja, milho, minerais e tamponante) em todos os tratamentos. O período de coleta de dados foi de 85 dias,, com pesagens a cada 28 dias. Concluiu-se que, para essa dieta não se recomenda o emprego isolado da niacina na terminação de novilhos, sendo que o ionóforo monensina, isoladamente ou em combinação com a niacina, melhora o desempenho dos animais até 56 dias de confinamento.
Ano de Publicação: 1994
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pab20jun94.pdf282,63 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace