Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1062727
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2016
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: NASCIMENTO, D. de N. O. do
SILVA, V. C.
BELTRÃO, N. E. S.
FERREIRA FILHO, H. R.
BRIENZA JUNIOR, S.
Additional Information: Dryelle de Nazaré Oliveira do Nascimento, MESTRANDA UEPA; Verônica Chaves da Silva, MESTRANDA UFPA; Norma Ely Santos Beltrão, UEPA; Hélio Raymundo Ferreira Filho, UEPA; SILVIO BRIENZA JUNIOR, CPATU.
Title: A água virtual na exportação mineral do estado do Pará: o caso do manganês e do ferro.
Publisher: In: SIMPÓSIO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS NA AMAZÔNIA, 5., 2016, Belém, PA. Anais. Belém, PA: UEPA, 2016.
Pages: v. 2, p. 211-220.
Language: pt_BR
Keywords: Minério.
Description: No estado do Pará, encontram-se importantes depósitos minerais, com destaque para a Província Mineral de Carajás. O Estado é um dos maiores produtores dos minérios de Ferro e Manganês a nível nacional, os quais possuem como principais destinos países como China, Japão, República da Coréia e Alemanha. Considerando que no processo de extração e beneficiamento destes minérios uma enorme quantidade de água é necessária, é possível analisar o fluxo de Água Virtual. Este conceito relaciona-se ao comércio indireto da água contida em alguns produtos, sendo ela matéria prima intrínseca destes e envolvida no processo produtivo. O objetivo deste trabalho é o de avaliar o comércio de Água Virtual nos minérios de Manganês no ano de 2013 e de Ferro em 2014, nas exportações do estado do Pará. Os cálculos foram desenvolvidos conforme a metodologia Chapagain e Hoekstra (2003). Os principais importadores de água virtual dos minérios de Manganês foram China, França e Noruega, com um valor de água virtual total de 1.790.313,525 m3. No ano de 2014, os principais destinos da Água Virtual exportada por meio do minério de Ferro foram China, Japão, República da Coréia do Sul e Alemanha com valor total de 64.978.088,86 m3. O estudo apresenta valores semelhantes aos de Hoekstra e Hung (2002) e Chapagain e Hoekestra (2003), possuindo como principais importadores de água virtual países com extensão territorial reduzida ou com escassez de recursos hídricos.
Thesagro: Água
Exportação.
Data Created: 2017-02-03
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SimposioUepa2.pdf236,33 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace