Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1085133
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2017
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: VIEIRA, D. A.
CARVALHO, M. M. P.
AIDAR, S. de T.
MARINHO, L. B.
MESQUITA, A. de C.
Additional Information: DANIEL AMORIM VIEIRA, Doutorando da Universidade Federal de Lavras, MG; MARÍLIA MICKAELE PINHEIRO CARVALHO, Doutoranda da Universidade Federal de Lavras, MG; SAULO DE TARSO AIDAR, CPATSA; LÍGIA BORGES MARINHO, Docente , Universidade do Estado da Bahia, Juazeiro, BA; ALESSANDRO DE CARLOS MESQUITA, Docente , Universidade do Estado da Bahia, Juazeiro, BA.
Title: Produção de matéria seca e fisiologia em meloeiro submetido ao estresse hídrico em região Semiárida.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROMETEOROLOGIA, 20; SIMPÓSIO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E DESERTIFICAÇÃO NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO, 5., 2017, Juazeiro, BA. A agrometeorologia na solução de problemas multiescala: anais. Petrolina: Embrapa Semiárido; Juazeiro: UNIVASF; Campinas: Sociedade Brasileira de Agrometeorologia, 2017.
Language: pt_BR
Keywords: Estresse hídrico
Ajuste fotossintético
Mudanças Climáticas
Climate changes
Melon
Description: As mudanças climáticas têm contribuído com a escassez hídrica e por isso o presente trabalho têm como objetivo avaliar o comportamento fisiológico em tipos de meloeiro submetido ao estresse hídrico. O estudo foi realizado no período de outubro a dezembro de 2015 em ambiente protegido na área experimental da Universidade do Estado da Bahia, no Submédio do Vale do São Francisco, município de Juazeiro BA (9° 24 S; 40° 30 W; 368 m de altitude. Para o estudo com o melão, utilizou-se os tipos melão amarelo e pele de sapo, híbridos Mandacaru e Juazeiro, respectivamente. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com três repetições, em esquema de parcelas sub-subdivididas, onde as parcelas foram compostas pelas quatro lâminas de irrigação(50, 75, 100 e 125% da evapotranspiração da cultura-ETC), a subparcela composta dos tipos pele de sapo e melão amarelo e a sub- subparcela pelas coletas para as análises fisiológicas( 15, 30 e 45 dias após o transplantio). Aos 45 dias após o transplantio foi feito a coleta das plantas, afim de obter a matéria seca: das folhas, ramos e raíz. O estresse hídrico reduziu a fotossíntese líquida, transpiração, condutância estomática e o acúmulo de matéria seca no ramo, folhas e raízes. O tipo pele de sapo pode ser cultivado sob déficit hídrico, pois se mostrou mais tolerante, apresentando um maior ajustamento fotossintético perante as trocas gasosas e acúmulo de matéria seca da raiz do que melão amarelo em condições de estresse hídrico.
Thesagro: Melão
Solo
Fisiologia
Cucumis Melo
Matéria Seca
Data Created: 2018-01-12
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Saulo1.pdf384.85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace