Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/110281
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 19-Out-2006
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: ALBUQUERQUE, M. do S.M.
EGITO, A.A. do
MARQUES, J.R.F.
CIAMPI, A.Y.
MARIANTE, A. da S.
CASTRO, S.T.R.
COSTA, M.R.
PAIVA, S.R.
SILVA, A.M. da
CONTEL, E.P.B.
Informaçães Adicionais: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
Título: Variabilidade genética em búfalos estimada por marcadores RAPD.
Edição: 2006
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.41, n. 4, p.623-628, abr. 2006.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Bubalus bubalis
caracterização genética
marcadores moleculares
genetic characterization
molecular markers
Conteúdo: O objetivo deste trabalho foi caracterizar, por meio de marcadores RAPD, dois grupos genéticos de búfalos, Carabao e tipo Baio, que estão sendo conservados in situ, assim como verificar as relações genéticas entre eles e os outros três grupos genéticos de búfalos existentes no Brasil, Murrah, Jafarabadi e Mediterrâneo, considerados raças comerciais. Foram estudados 48 animais de cada grupo, com exceção dos grupos Murrah e Mediterrâneo, com 47 e 42 animais, respectivamente, compreendendo um total de 233 animais. Os 21 iniciadores polimórficos geraram 98 marcadores. A variabilidade genética entre e dentro dos grupos foi estimada em 26,5 e 73,5%, respectivamente, sugerindo divergência significativa entre os cinco grupos genéticos. Na análise entre pares de grupos, foi verificado que a maior e a menor divergência estavam em torno de 40 e 18%, quando se compararam os grupos Carabao x Mediterrâneo e Murrah x Jafarabadi, respectivamente. Entre os grupos Baio e Murrah, a análise revelou divergência genética de 20,42%, indicando que esses grupos são distintos. Os cinco grupos são geneticamente distintos, o que reforça a necessidade de conservação dos grupos genéticos Carabao e Baio, ameaçados de extinção no Brasil.
Ano de Publicação: 2006
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
41n04a11.pdf238,21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace