Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/111905
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 13-Nov-2008
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: LIMA, W.F.
PÍPOLO, A.E.
MOREIRA, J.U.V.
CARVALHO, C.G.P. de
PRETE, C.E.C.
ARIAS, C.A.A.
OLIVEIRA, M.F. de
SOUZA, G.E. de
TOLEDO, J.F.F. de.
Informaçães Adicionais: Embrapa Soja
Título: Interação genótipo-ambiente de soja convencional e transgênica resistente a glifosato, no Estado do Paraná.
Edição: 2008
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasilia, DF, v. 43, n.6, p.729-736, jun. 2008.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Glycine max
adaptação em soja
estratificação ambiental
melhoramento de plantas
melhoramento de soja
adaptation in soybean
environmental stratification
plant breeding
soybean breeding
Conteúdo: Os objetivos deste trabalho foram: comparar a produtividade e a adaptação de genótipos de soja convencional e de soja transgênica resistente ao herbicida glifosato, de diferentes grupos de maturação, desenvolvidos pelo programa de melhoramento da Embrapa Soja para o Estado do Paraná; estudar a importância relativa dos efeitos de local, ano, cultivar e suas respectivas interações; e verificar a possibilidade de se estratificar o Estado em regiões mais homogêneas, para reduzir o número de locais nos ensaios de competição de linhagens. Foram utilizados dados de produtividade de grãos de ensaios regionais, no Estado do Paraná, entre 2001 e 2005. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso. A possibilidade de se realizar a estratificação do Estado em regiões mais homogêneas e de descarte de locais foi verificada pela significância da interação genótipo x ambiente entre locais. Não houve diferença significativa de produtividade entre a soja convencional e a transgênica, independentemente do grupo de maturação. O efeito de local foi mais importante que o efeito de ano, na composição dos ambientes. A estratificação do Estado do Paraná em regiões não trouxe vantagens, nos anos analisados, para os testes de linhagens; apenas os locais da região Sul mostraram algum grau de similaridade entre si.
Ano de Publicação: 2008
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
43n06a09.pdf83,16 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace