Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1138533
Title: Resposta da mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) à vitrificação em gotas.
Authors: MALSCHITZKY, S. A.
SANTANA, F. V.
PEDRAL, D. F. de O.
SILVA JUNIOR, J. F. da
SILVA, A. V. C. da
LEDO, A. da S.
Affiliation: SOFIA AMARAL MALSCHITZKY; FERNANDA VIEIRA SANTANA; DANIELA FRANÇA DE OLIVEIRA PEDRAL; JOSUE FRANCISCO DA SILVA JUNIOR, CPATC; ANA VERUSKA CRUZ DA SILVA, CPATC; ANA DA SILVA LEDO, CPATC.
Date Issued: 2021
Citation: In: WORKSHOP DE CADEIAS DE PRODUÇÃO AGROFLORESTAL PRIORITÁRIAS DA AMAZÔNIA, 1., 2021, Porto Velho. Caminhos da produção agroflorestal na Amazônia: anais. Porto Velho: Núcleo Regional Noroeste SBCS, 2021.
Pages: p. 99-101.
Description: A mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) é uma árvore nativa do Brasil, com grande importância econômica e social, ameaçada de extinção em algumas áreas de ocorrência natural. A aplicação de técnicas de criopreservação é um desafio pela natureza recalcitrante das sementes, porém necessária para sua preservação, sendo imperativa a criação de protocolos viáveis para esta planta. O objetivo do presente trabalho foi aplicar a técnica de vitrificação em gotas em explantes de mangabeira do acesso Oiteiro proveniente do Banco Ativo de Germoplasma de Mangaba da Embrapa Tabuleiros Costeiros. As sementes obtidas de frutos maduros foram inoculadas em meio WPM, 0,09 M sacarose e 4% de gelificante com pH ajustado para 5,8). Os meristemas apicais foram excisados das plântulas e inoculados em meio de WPM suplementado com 0,6 M de sacarose e 4 g/L de Gelrite®, com pH ajustado a 5,8 por 24 horas. Em seguida, foram imersas em solução de carregamento contendo meio MS com 2 M glicerol e 0,4 M sacarose por 20 minutos. Na sequência foram colocados em gotas de solução crioprotetora PVS2 por 30 e 50 minutos antes de serem transferidos para criotubos e armazenados em nitrogênio líquido. O delineamento foi o inteiramente casualizado com quatro repetições por tratamento, totalizando quatro criotubos. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey p ? 0,05, utilizando-se o software SISVAR. Os resultados apontaram que o tempo de exposição de 30 minutos é o mais indicado e há necessidade de maiores tempos de avaliação para a análise de redução das taxas de sobrevivência dos explantes.
Thesagro: Mangaba
Hancornia Speciosa
Criopreservação
Melhoramento Genético Vegetal
Banco de Germoplasma
Language: Portugues
Type of Material: Parte de livro
Access: openAccess
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Resposta-da-mangabeira.pdf116,87 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace