Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/119099
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 20-Out-2006
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MORAES, L.A.C.
GARCIA, T.B.
MOREIRA, A.
Informaçães Adicionais: Embrapa Amacônia Ocidental
Título: Limitações nutricionais de mudas de mangostãozeiro.
Edição: 2006
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.41, n. 6, p.1205-1208, jul. 2006.
Idioma: pt_BR
Notas: Notas Científicas
Palavras-chave: Garcinia mangostana
macronutrientes
micronutrientes
diagnose visual
diagnose foliar
macronutrients
micronutrients
visual diagnosis
foliar diagnosis
Conteúdo: Este trabalho teve o objetivo de avaliar, por meio da análise foliar, as limitações nutricionais para produção de mudas de mangostãozeiro. Após 12 meses do plantio, em condições de viveiro, com sombreamento no início do desenvolvimento, foi observado amarelecimento progressivo das folhas novas, com diminuição significativa dos teores foliares de Fe e Mn. A aplicação de sulfato de manganês (0,8 mg L-1 de Mn) + 2,5 g L-1 de uréia, via foliar, não ocasionou recuperação da tonalidade verde do limbo foliar. Entretanto, com sulfato de ferro, na concentração de 0,8 mg L-1 de Fe + 2,5 g L-1 de uréia, houve aumento da pigmentação verde nas folhas, o que mostra a baixa eficiência do mangostãozeiro na absorção de Fe, apesar da alta concentração desse nutriente no terriço (223,7 mg dm-3). Isto indica a necessidade de aplicação suplementar de Fe, no substrato ou nas folhas, na fase de viveiro do mangostãozeiro.
Ano de Publicação: 2006
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
41n07a19.pdf262,99 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace