Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/282063
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 26-Jul-1996
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: GAIAD, S.
LOPES, E. S.
Informaçães Adicionais: Gaiad, EMBRAPA-CNPF, Lopes, IAC.
Título: Ocorrência de micorriza vesicular-arbuscular em Erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil.).
Edição: 1986
Fonte/Imprenta: Boletim de Pesquisa Florestal, Curitiba, n. 12, p. 21-29, jun. 1986.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Erva-mate
Micorriza vesicular-arbuscular
Vesicular-arbuscular mycorrhizal fungi.
Conteúdo: A ocorrência de micorriza vesicular-arbuscular, em raízes de Ilex paraguariensis St. Hil., foi verificada em mudas obtidas de viveiros localizados nos municípios de Colombo, Irati e São Mateus do Sul, no Estado do Paraná, e Capinzal, Joaçaba, Catanduvas, Ouro, Concórdia, Ponte Serrada, e Ipumirim, em Santa Catarina. Em nove dos dez locais amostrados, constatou-se uma colonização média das raízes em torno de 70% do comprimento das raízes finas, com um intervalo de variação de 56 a 83%. Somente as amostras de Ipumirim (SC) apresentaram baixa colonização (8,8%), sendo que nenhum dos aspectos analisados mostrou ser, aparentemente, a causa dessa baixa colonização. Esporos do gênero Acaulospora ocorreram em todas as amostras analisadas. Glomus ocorreu em 95% dos solos e Gigaspora em apenas 8%. Sclerocystis não foi observado nas amostras. Acaulospora leavis, A. scrobiculata, Glomus intraradices e Giagaspora margarita foram identificados, enquanto cinco outros tipos de fungos foram isolados, não sendo possível, porém, sua identificação.
Thesagro: Ilex Paraguariensis.
Ano de Publicação: 1986
ISSN: 0101-1057
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
gaiad.pdf432,86 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace