Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/44871
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2000
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: FREITAS, A. R. de
SILVA, L. O. C. da
MACHADO, C. H. C.
EUCLIDES FILHO, K.
JOSAHKIAN, L. A.
Title: Desenvolvimento ponderal da raça Nelore.
Publisher: In: RESUMOS DOS TRABALHOS APRESENTADOS NA CONVENÇÃO NACIONAL DE CANCHIM, 4., 2000, São Carlos, SP. Anais...São Carlos : Embrapa Pecuária Sudeste/São Paulo : ABCCAN 2000. p.20.
Language: pt_BR
Keywords: Desenvolvimento ponderal.
Description: O objetivo foi atualizar informações sobre o padrão de crescimento de animais da raça Nelore até os dois anos de idade e quantificar como o tipo racial (Nelore padrão e macho), o sexo e o regime alimentar influenciam o desenvolvimento desses animais. Foram analisados dados de pesagens de 541.921 animais, sendo 263.289 fêmeas e 278.632 machos, controlados pela ABCZ, nascidos de 1975 a 1998 e criados a pasto, semi-confinados ou confinados. As médias de pesos, em kg, e idades, em dias, respectivamente, nas nove pesagens foram: 30 e 1 (PN); 77 e 60 (P1); 133 e 143 (P2); 184 e 244 (P3); 215 e 326(P4); 245 e 416 (P5); 286 e 506 (P6); 321 e 598 (P7); e 354 e 684 (P8). Os valores obtidos em cada um dos três regimes alimentares, pasto, semi-confinado e confinado, respectivamente, foram: peso estimado aos 24 meses de 380, 470 e 483 kg para machos padrão; 389, 481 e 489 para machos mochos; 324, 407 e 437 kg para fêmeas padrão; e 333, 444 e 471 kg para fêmeas mochas. Independentemente do regime alimentar, os machos mochos são aproximadamente 2% mais pesados do que os machos padrão, diferença que chega a 7% no caso das fêmeas semi-confinadas e confinadas. Os picos de ganho de peso diário foram de 500, 593 e 633 g para os machos e 463, 600 e 673 para as fêmeas. Aos 24 meses, os ganho foram de 280, 433 e 407 g para os machos e 187, 257 e 260 g/dia para as fêmeas. Ao final do período de estudo, a superioridade do peso dos machos em relação ao das fêmeas foi de 15%, 14% e 10% (Nelore padrão); e 15%, 8% e 4% (Nelore mocho), no três regimes alimentares, sugerindo que o confinamento tende a minimizar as diferenças entre sexos, principalmente nos animais mochos. Quando comparado com o peso dos animais a pasto aos dois anos de idade, o peso dos animais semi-confinados foi cerca de 27% superior; chegando a 35% no caso dos confinados.
Thesagro: Gado de Corte
Gado Nelore.
Data Created: 2000-06-09
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROCIARF2000.00135.pdf245.09 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace