Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/465565
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Soja - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 9-Out-2003
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: FRANÇA-NETO, J. B.
KRZYZANOWSKI, F. C.
PÁDUA, G. P.
HENNING, A. A.
COSTA, N. P. da
ARANTES, N. E.
Informaçães Adicionais: JOSE DE BARROS FRANCA NETO, CNPSO; FRANCISCO CARLOS KRZYZANOWSKI, CNPSO; ADEMIR ASSIS HENNING, CNPSO.
Título: Tolerância ao enrugamento de grãos causado por estresses térmico e hídrico: seleção de genótipos de soja.
Edição: 2003
Fonte/Imprenta: Informativo ABRATES, Londrina, v. 13, n. 3, p. 81, set. 2003. Número especial, ref. 040.
Idioma: pt_BR
Notas: Edição dos Resumos do XIII Congresso Brasileiro de Sementes, Gramado, RS, set. 2003.
Conteúdo: O problema do enrugamento de sementes de soja, devido à ocorrência de estresses de altas temperaturas (>30°C), usualmente associados com períodos de déficit hídrico durante a fase de enchimento de grãos (R5 - R6), causa sérios prejuízos à sojicultura nacional. O objetivo do experimento foi caracterizar genótipos de soja quanto à tolerância ao problema do enrugamento, em condições padronizadas de temperatura e de umidade do solo. Utilizou-se metodologia padronizada, com condições controladas de temperatura, umidade de solo e fotoperíodo, em fitotron. Foram avaliados 54 genótipos de soja, cujas plantas foram cultivadas em vasos em casa-de-vegetação, até o estádio R5, quando foram transferidas para fitotron por um período de 30 dias, até o final do enchimento de grãos, mantendo-se condições de alta temperatura e baixa disponibilidade hídrica do solo (30% umidade gravimétrica). O regime de temperatura utilizado foi: 28ºC (das 17:00 às 8:00 h), 32ºC (das 8:00 às 10:00 h), 36ºC (10:00 às 14:00 h) e 32ºC (das 14:00 às 17:00 h). Após esse período, as plantas foram retornadas à casa-de-vegetação, onde permaneceram até a colheita manual. A exposição dos 54 genótipos às condições de estresse, durante o enchimento de grãos, permitiu a classificação dos mesmos quanto à tolerância ao enrugamento, conforme a seguinte escala: AS-Altamente Suscetível: > 50,0%; S-Suscetível: 10,0% a 49,9%; MS-Medianamente Suscetível: 5,0% a 9,9%; MT-Medianamente Tolerante: 2,0% a 4,9%; T-Tolerante: 0% a 1,9%. Dentre os genótipos avaliados, 12 foram considerados AS (BR-36, BR-37, BR-38, Bragg, BRSMG Garantia, BRSMG Liderança, BRSMG Preciosa, BRSMG Robusta, BRSMG Segurança, Forrest, MG/BR-46 (Conquista) e Sharkey), 19 como S (BR-30, BR 83-147, BRM-94-52273, BRM-95-50570, BRS 135, BRS 136, BRS 137, BRS 154, BRS 184, BRS 185, BRS 213, BRS 214, BRS 215, BRSMG Confiança, Embrapa 4, FT-Guaira, Hartwig e Kirby), quatro como MS (BRM-96-50213, Embrapa 59, Embrapa 62 e IAS-5), seis como MT (BR-4, BRM-96-50293, BRS 212, BRS 216, Embrapa 48 e Embrapa 60) e 13 como T (BR-16, BRM-95-50385, BRM-95-51635, BRS 132, BRS 133, BRS 134, BRS 155, BRS 156, BRS 157, BRS 183, BRSMG 68, Embrapa 1 e Embrapa 58).
Thesagro: Soja.
Ano de Publicação: 2003
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CNPSO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
id220840001.pdf360,55 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace