Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/48517
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 6-Out-2008
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: OLIVEIRA, M. C. de S.
CHAGAS, A. C. de S.
GIGIOTI, R.
FERREZINI, J.
CARVALHO, C. O.
Informaçães Adicionais: Márcia Cristina de S. Oliveira, CPPSE; Ana Carolina de S. Chagas, CPPSE; Rodrigo Gigliote, UFSCar; Jennifer Ferrezini; C. O. Carvalho, UNICEP.
Título: Efeito do óleo de eucalyptus staigeriana sobre l3 de cochliomyia hominivorax: desenvolvimento de metodologia in vitro para avaliação de extratos de plantas.
Edição: 2008
Fonte/Imprenta: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA, 15.; SEMINÁRIO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA DOS PAÍSES DO MERCUSUL, 2., 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBPV, 2008.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Metodologia
Extratos de plantas
Óleo de eucalyptus.
Conteúdo: O presente experimento foi desenvolvido com a finalidade de testar o efeito do óleo de Eucalyptus staigeriana sobre as larvas de C. hominivorax e estabelecer metodologia para análise do efeito de fitoterápicos "in vitro". Foram usadas L3, provenientes de cultura mantida no Laboratório de Sanidade Animal da Embrapa Pecuária Sudeste. O óleo essencial de E. staigeriana foi diluído em sangue com citrato de sódio para as concentrações de 5,0%, 2,5%, 1,25%, 0,625% e 0,30% e emulsificado com Tween 80 a 1,66% (com auxílio de um agitador) para o volume final de 1mL. Os extratos foram incorporados a 1 g de carne moída, compondo assim o meio de cultura. Este meio foi distribuído em Placas de Petri. Foram preparados dois tipos de controles: um contendo somente sangue emulsificado com Tween 80, na mesma concentração utilizada para os tratamentos, e outro sem o emulsificante. Foram preparadas três repetições, contendo um grama de meio de cultura para cada tratamento. Doze larvas foram colocadas em cada placa sobre o meio de cultura e então incubadas em estufa a 37°C. As leituras foram feitas com duas, seis, doze e vinte e quatro horas após a incubação. O emulsificante não apresentou efeito sobre as larvas do grupo controle, mas elas não completaram o ciclo biológico (não houve emergência do pupário). No controle sem o Tween o ciclo se completou. Verificou-se que o óleo essencial a 5% foi letal para 100% das larvas em 2 horas e a concentração de 2,5% foi letal após 12 horas de exposição. Conclui-se que um antiparasitário tópico a base deste óleo poderia ser eficiente, atuando inclusive na redução da população de C. hominivorax. Novos estudos estão sendo conduzidos no laboratório e a campo para comprovar esses resultados e estabelecer um parâmetro comparativo entre testes "in vivo" e a metodologia "in vitro".
Thesagro: Cochliomyia Hominivorax.
Ano de Publicação: 2008
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
17857.pdf412,51 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace