Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/48522
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2008
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CHAGAS, A. C. de S.
OLIVEIRA, M. C. de S.
ESTEVES, S. N.
OLIVEIRA, H.
GIGLIOTI, R.
GIGLIOTI, C.
CARVALHO, C.
FERREZINI, J.
SCHIAVONE, D.
Additional Information: ANA CAROLINA DE SOUZA CHAGAS, CPPSE; MARCIA CRISTINA DE SENA OLIVEIRA, CPPSE; SERGIO NOVITA ESTEVES, CPPSE; Henrique Oliveira, Unesp Botucatu; Rodrigo Giglioti, Unesp Jaboticabal; Carolina Giglioti, UFSCar; Camila Carvalho, UFSCar; Jenifer Ferrezini, UNICEP; Daniele Schiavone, UNICEP.
Title: Parasitismo por nematóides gastrintestinais em matrizes e cordeiros criados em São Carlos, São Paulo.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA, 15.; SEMINÁRIO DE PARASITOLOGIA VETERINÁRIA DOS PAÍSES DO MERCUSUL, 2., 2008, Curitiba. Anais... Curitiba: CBPV, 2008.
Language: pt_BR
Keywords: Ovinos
Controle.
Description: Avaliaram-se infecções por nematóides gastrintestinais em ovelhas cruzadas (predominância da raça Santa Inês), em sistema de rotação de pastagens, e em cordeiros nascidos do cruzamento destas fêmeas com carneiros puros Santa Inês, Dorper e Suffolk, em confinamento. Avaliou-se durante dois anos a contagem do número de ovos por grama de fezes (OPG), a coprocultura, o hematócrito e o ganho de peso. Os dados climáticos foram registrados. Somente os animais que apresentaram OPG superiores a 4.000 e/ou hematócrito inferior a 21% foram tratados com anti-helmíntico e este uso racional controlou satisfatoriamente a infecção no rebanho. A dieta adequada no período chuvoso e a suplementação alimentar no período seco foram importantes no aumento da resistência e resiliência aos parasitas, pois H. contortus foi detectado durante todo o ano na Região. A condição fisiológica do periparto influenciou significativamente a infecção por nematóides gastrintestinais. Os cordeiros ½ Santa Inês X ½ Dorper não apresentaram diferença significativa no OPG quando comparados aos demais cruzamentos, mas demonstraram maior ganho de peso vivo e atingiram o peso de abate mais cedo.
Thesagro: Cruzamento
Epidemiologia
Haemonchus Contortus.
Data Created: 2008-10-07
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Helmintol008.pdf119,94 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace