Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/485225
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Milho e Sorgo - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2007
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: ALVARENGA, R. C.
CLEMENTE, E. P.
CASTRO, A. A. D. N.
FREITAS, G. C.
BRAZ, J. L.
Additional Information: RAMON COSTA ALVARENGA, CNPMS; Eliane de Paula Clemente, CNPq; Andréa Aparecida Dutra Naves de Castro, CNPq; G. C. Freitas; J. L. Braz.
Title: Densidade e porosidade de um Latossolo Vermelho típico, submetido a diferentes usos e manejos.
Publisher: In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 31., 2007, Gramado. Conquistas e desafios da ciência do solo brasileira: [resumos expandidos]. Porto Alegre: UFRGS: SBCS, 2007.
Language: pt_BR
Keywords: Sustentabilidade
Compactação.
Description: A densidade e a poros idade do solo estão intimamente relacionadas com o movimento e o armazenamento de água e com o crescimento das raízes das plantas, assumindo, portanto, grande importância agronômica e no manejo e conservação do solo e da água. O trabalho foi conduzido na Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas, MG, e teve como objetivo avaliar a densidade e a porosidade de um Latossolo Vermelho em diferentes tipos de usos e manejos e em várias profundidades do perfil. Foram testados quatro sistemas de manejo do solo: Preparo convencional de solo com arado de discos e duas gradagens (destorroadora e niveladora) (PC); sistema de plantio direto (SPD), ambos com cultivo do milho; cerrado nativo (CN) e floresta de pinus (FP). Apesar de a densidade do solo situar-se dentro de limites considerados adequados, o SPD apresentou valores mais elevados. Embora isso tenha ocorrido, acredita-se que eles não interferiram na taxa de infiltração de água, ao mesmo tempo em que não foi verificada alteração do crescimento de raízes e também não ocorreu erosão. O diferencial entre os tratamentos situou-se no volume dos macroporos. Enquanto este foi de 46%, em média, da porosidade total no CN, foi de 42% no FP, 31 % no PC e 23% no SPD. Considerando 0,15 m3 m-3 de macroporos como limite à adequada taxa de infiltração no solo, preocupam os resultados apresentados pelo PC e pelo SPD. Nestes, a macroporosidade situou-se próximo a esse limite. Apesar disso, somente no PC foi observada erosão laminar ligeira, possivelmente, em decorrência da falta de proteção da superfície por cobertura com resíduos vegetais. A macroporosidade do solo foi o atributo de maior sensibilidade aos manejos empregados. A presença de erosão no PC indica a necessidade de estudos mais apurados para identificar as causas e o SPD adotado necessita de correção de rumos para se tomar mais sustentável.
Thesagro: Estrutura do Solo.
Data Created: 2007-08-17
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Densidadeporosidade.pdf2.55 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace