Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/48721
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Resumo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 30-Dez-2008
Tipo do Material: Resumo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: BIANCHI, S. R.
MENEZES, E. A.
SOUZA, G. B. de
NOGUEIRA, A. R. de A.
Informaçães Adicionais: Silmara R. Bianchi, GAIA/UFSCar; Eveline A. Menezes, GAIA/UFSCar; GILBERTO BATISTA DE SOUZA, CPPSE; ANA RITA DE ARAUJO NOGUEIRA, CPPSE.
Título: Especiação dos constituintes nitrogenados em espécies de gramíneas utilizadas na alimentação nutrição animal.
Edição: 2008
Fonte/Imprenta: In: ENCONTRO BRASILEIRO SOBRE ESPECIAÇÃO QUÍMICA, 2008, São Pedro. Anais... São Pedro: EspeQBrasil, 2008.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Constituintes nitrogenados
Espécies gramíneas.
Conteúdo: As pastagens constituem a base da dieta dos ruminantes na grande maioria dos sistemas de produção das regiões tropicais. Na composição botânica destas pastagens, é encontrada uma ampla variação de espécies na sua grande maioria representadas por gramíneas e leguminosas [1]. Em tais espécies as variações de qualidade ocorrem não somente entre gêneros, espécies ou cultivares, mas também, com as diferentes partes das plantas, estágio de maturidade, fertilidade do solo e com as condições locais e estacionais. A época da colheita da forragem, deve estar relacionada ao estágio de desenvolvimento da planta e conseqüentemente ao seu valor nutritivo. As concentrações protéicas nas espécies forrageiras são maiores nos estágios vegetativos da planta e declinam na medida em que as mesmas atingem a maturidade. Os alimentos são constituídos de proteínas, carboidratos, gorduras, cinzas e água, sendo que as proteínas e os carboidratos são subdivididos de acordo com suas características químicas, físicas e pela degradação ruminal e digestibilidade pós-ruminal [2]. O objetivo deste trabalho foi caracterizar quatro espécies de gramíneas (Andropogon gayanus cv. Baetí, Paspalum atratum cv.Pojuca, Panicum maximum cv. Tanzânia e Brachiária decumbens cv. Basilisk) em relação às frações nitrogenadas (nitrogênio não protéico - NA, nitrogênio protéico - NB1, NB2 e NB3 e nitrogênio indisponível - NC), e digestibilidade in vitro e correlacioná-las com a idade das plantas utilizando Análise de Componentes Principais (PCA). O experimento foi realizado em blocos com quatro repetições, nas parcelas foram casualizadas as gramíneas e nas subparcelas as idades de corte. Os tratamentos foram constituídos de cinco doses de N (0, 50, 100, 200 e 400 kg ha-1), sendo que os cortes foram realizados aos 21, 35 e 70 dias após a adubação. Foram determinadas cinco frações nitrogenadas e a digestibilidade in vitro da matéria seca [3]. Na Análise de Componentes Principais (PCA), o tipo de pré-processamento empregado foi o auto-escalado, e através dos gráficos foi possível observar a separação das quatro espécies de gramíneas, além da separação dos três cortes (idade da planta) e a correlação entre o primeiro corte e os componentes nitrogenados de alta digestibilidade e também entre o terceiro corte e os componentes nitrogenados com menor velocidade de degradação ruminal, que são aqueles ligados aos componentes da parede celular.
Thesagro: Nutrição Animal.
Ano de Publicação: 2008
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
18181.pdf599,37 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace