Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/510921
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Acre - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 9-Jan-2009
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: RONCATTO, G.
NOGUEIRA FILHO, G. C.
RUGGIERO, C.
OLIVEIRA, J. C. de
MARTINS, A. B. G.
Informaçães Adicionais: GIVANILDO RONCATTO, CPAMT; Geraldo Costa Nogueira Filho, Unesp; Carlos Ruggiero, Unesp; João Carlos de Oliveira, Unesp; Antonio Baldo Geraldo Martins, Unesp.
Título: Avaliação do desenvolvimento de maracujá-doce (Passiflora alata Dryander) propagado por estaquia e por semente em condições de pomar comercial.
Edição: 2008
Fonte/Imprenta: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 30, n. 3, p. 754-758, set. 2008.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Maracujá doce
Passiflora alata Dryander
Estaquillas
Semillas.
Propagación vegetativa
Huertos frutales
Conteúdo: O trabalho foi realizado na Área de Propagação de Fruteiras do Departamento de Produção Vegetal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista (FCAV/UNESP), Jaboticabal-SP, e em área de produtor, no município de Araguari-MG, com o objetivo de verificar o potencial de crescimento vegetativo (diâmetro do caule, altura de plantas e número de folhas) de plantas de maracujá-doce (Passiflora alata Dryander), obtidas por estaquia e por semente, comparando o desenvolvimento inicial de plantas no campo. O experimento foi conduzido no período de janeiro de 2002 a fevereiro de 2003. A formação de mudas por semente foi realizada em casa de vegetação e, por estaca, em câmara de nebulização intermitente, sob condições de telado. As estacas e sementes foram coletadas de plantas adultas, oriundas do Banco de Germoplasma Ativo (BAG) do Departamento de Produção Vegetal da FCAV/UNESP. Para as estacas, utilizou-se a parte intermediária de ramos em estádio de crescimento vegetativo. As sementes, para a obtenção das plântulas, foram semeadas em bandejas plásticas. Efetuou-se o transplantio de estacas e de plântulas, para sacos de polietileno, mantido sob telado e irrigado diariamente por aspersão, para aclimatação e plantio no campo, após 60 dias. O diâmetro do caule, a altura e o número de folhas de plantas obtidas por estaca foram maiores do que nas obtidas por semente, em Jaboticabal-SP. Já em Araguari-MG, o diâmetro do caule foi maior naquelas oriundas de semente, enquanto a altura e o número de folhas foram maiores nas plantas propagadas por estacas.
Thesagro: Propagação vegetativa
Estaca
Semente
Planta
Crescimento
Pomar
NAL Thesaurus: Vegetative propagation
Plant cuttings
Seeds
Orchards.
Ano de Publicação: 2008
ISSN: 0100-2945 (impresso) / 1806-9967 (online)
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CPAF-AC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
20597.pdf125,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace