Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/515199
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Caprinos e Ovinos - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 14-Set-1999
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: ALVES, F. S. F.
OLANDER, H. J.
Informaçães Adicionais: Francisco Selmo Fernandes Alves, CNPC; Harvey John Olander.
Título: Teste de pele em caprinos vacinados e infectados com Corynebacterium pseudotuberculosis.
Edição: 1999
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 34, n. 7, p. 1313-1318, 1999.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Teste intradermico
Imunidade celular
Cell immunity
Intradermic test
Bacterial diseases
Diagnostic.
Conteúdo: Resumo: Dez caprinos foram vacinados com toxoide a 3%, outros dez com uma bacterina e mais dois grupos-controle de cinco animais cada, submetidos a inoculacao de infusao de cerebro e coracao e solucao salina, respectivamente. Todos os animais foram examinados e avaliados com um teste de pele. Tanto o toxoide quanto a bacterina foram produzidos a partir de amostra de Corynebacterium pseudotuberculosis. Todos os caprinos foram desafiados com C. pseudotuberculosis, trinta dias apos as vacinacoes. Nenhuma das vacinas induziu reacao de hipersensibilidade na pele dos caprinos antes do desafio. Apos o desafio, todos os animais desenvolveram reacoes mensuraveis na primeira, quinta e decima semana em reposta ao teste de pele. Os diametros da reacao dermica aumentaram do decimodia a quinta semana apos o desafio. As medidas alcancaram tamanho maior na decima semana. O resultado deste estudo indica que antigeno especifico do C. pseudotuberculosis pode ser utilizado em caprinos no diagnostico da linfadenite caseosa como teste de pele ou como instrumento experimental para monitorar o desenvolvimento da doenca. [Skin test of goats vaccinated and infected with Corynebacterium pseudotuberculosis]. Abstract: Ten goats were vaccinated with a 3% toxoid, ten vaccinated with a bacterin and two control groups (five animals each) inoculated with brain heart infusion and saline solution, respectively. All animals were skin tested with a crude antigen of formalin-killed Corynebacterium pseudotuberculosis bacterial cells. All goats were challenged with a virulent C. pseudotuberculosis thirty days after vaccination. Neither the vaccinated nor control goats responded to the skin test prior to infection. After the challenge, dermal reactions were demonstrated in all animals at one week, five and ten weeks. The diameters increased from the first week, five and ten weeks. The reactions were more proeminent at ten weeks. The results of this study indicate that skin testing with a specific bacterial antigen of C. pseudotuberculosis may be useful in goats for field diagnosis of caseous lymphadenitis or as an experimental tool to monitor progress of the disease.
Thesagro: Caprino
Doença animal
Linfadenite caseosa
Bactéria
Diagnóstico
Antígeno
Corynebacterium pseudotuberculosis
NAL Thesaurus: Goats
Animal diseases
Caseous lymphadenitis
Antigens
Immunity.
Ano de Publicação: 1999
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (CNPC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
APTeste.pdf83 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace