Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/533102
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Caprinos e Ovinos - Tese/dissertação (ALICE)
Data do documento: 19-Nov-2008
Tipo do Material: Tese/dissertação (ALICE)
Autoria: OLIVEIRA, E. L. de.
Informaçães Adicionais: Eduardo Luiz de Oliveira, Embrapa Caprinos (CNPC).
Título: Prevalência e fatores associados à distribuição da Fasciola hepatica Linnaeus, 1758 em bovinos dos municípios de Careacú e Itajubá, região da Bacia do Rio Sapucaí, Minas Gerais.
Fonte/Imprenta: 2008.
Páginas: 100 f.
Idioma: pt_BR
Notas: Dissertação (Mestrado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Instituto de Ciências Biológicas, Belo Horizonte. Orientador: Walter dos Santos Lima
Palavras-chave: Bovino
Fasciola hepatica
Parasito animal
Fasciolose bovina
Conteúdo: Resumo: Nos municípios de Careaçú e Itajubá, MG, foi realizado estudo da prevalência e fatores de risco associados à infecção por Fasciola hepatica em bovinos. A partir de sorteio aleatório, 84 propriedades foram visitadas e levantadas às seguintes características: coordenadas geográficas (Sistema de Posicionamento Global - GPS), aplicação de questionário e entrevista a produtores rurais, coleta de moluscos, e coletas de fezes de um total de 649 bovinos. Com o uso dos dados do GPS em programas de informação geográfica foram confeccionados mapas sobre a distribuição das propriedades visitadas. A partir da análise dos dados epidemiológicos foram identificados os principais determinantes de risco para ocorrência de F. hepatica, em bovinos, e elaborado uma proposta de modelo de predição de risco para fasciolose bovina. Para o diagnóstico de ovos de F. hepatica, foram realizados exames de fezes utilizando-se a Técnica de Quatro Tamises Metálicos modificada. Para analisar o nível de associação entre os resultados dos exames coproparasitológicos e os demais dados epidemiológicos foram utilizados testes estatísticos e análise descritiva. Em relação à prevalência, para o município de Itajubá, a taxa de infecção natural por F. hepatica em bovinos foi de 37,47%, enquanto que em Careaçú, verificou-se a uma taxa de 14,55% de positividade. Em Itajubá foi coletada nove espécimes de moluscos do gênero Lymnaea em valas de drenagem e associados a plantas aquáticas e gramíneas. Em Careaçú, foram encontrados 21 moluscos do gênero Lymnaea em lagoas e açudes artificiais, e apenas um estava parasitado por formas imaturas de F. hepatica. Em Itajubá, os principais fatores de risco epidemiológico associado a F. hepatica, em bovinos, foram o manejo dos rebanhos em pastagens com relevo irregular, o pastejo em áreas alagadas e a bebida em fonte de água parada. O uso de mapas georreferenciados para visualizar a distribuição territorial da F. hepatica, em bovinos, demonstrou ser uma forma dinâmica de organizar informações a respeito da parasitose. O modelo de predição de risco para a ocorrência de F. hepatica em bovinos revelou alta sensibilidade na comparação com os achados de ovos do parasito nos exames coprológicos de bovinos, em ambos os municípios. Abstract: In the cities of Careaçú and Itajubá, Brazil, was conducted study of the prevalence and risk factors associated with infection in bovines with Fasciola hepatica. From random draw, 84 properties were visited and raised the following characteristics: the geographical coordinate?s, implementation of the questionnaire and interview farmers, collecting shellfish, and samples of feces from a total of 649 cattle. With the use of GPS data into programmes of geographic information maps were made on the disposition of properties visited. From the analysis of epidemiological data have identified the main determinants of risk for occurrence of F. hepatica, in cattle, and prepared a draft model of prediction of risk for bovine fasciolosis. For the diagnosis of eggs from F. hepatica, stool examinations were performed using the technique of Four Tamises Metallics modified. To review the level of association between the results of examinations coproparasitológicos and other epidemiological data were used statistical tests and descriptive analysis. Regarding prevalence, for the city of Itajubá, the rate of natural infection by F. hepatica in cattle was 37.47%, while in Careaçú, it was found at a rate of 14.55% of positivity. In Itajubá was collected nine specimens of mollusks of the genus Lymnaea in drainage ditches and associated with aquatic plants and grasses. In Careaçú was found 21 Lymnaea genus of mollusks in artificial lakes and ponds, and only one was parasitado by immature forms of F. hepatica. In Itajubá, the main risk factors associated with epidemiological F. hepatica, in cattle, were the management of livestock grazing with an emphasis on irregular, grazing in the flooded areas and a source of drinking water. The use of geo maps to view the territorial distribution of F. hepatica, in bovine, has proved a dynamic way of organizing information about the parasite. The model of prediction of risk for the occurrence of F. hepatica in bovine showed high sensitivity in comparison with the findings of the parasite eggs in coprologics examinations of cattle in both municipalities.
Ano de Publicação: 2008
Aparece nas coleções:Tese/dissertação (CNPC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CNPC2008Prevalencia.pdf5,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace