Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/84854
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 16-Out-1998
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: MIRO, C. P.
FERREIRA, A. G.
AQUILA, M. E. A.
Título: Alelopatia de frutos de erva-mate (ilex paraguariensis) no desenvolvimento do milho.
Edição: 1998
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.33, n.8, p.1261-70, ago.1998.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Potencial osmotico
Reacao aleloquimica
Extracts of "mate" fruit
Osmotic potential
Allelochemical reaction.
Conteúdo: Este trabalho foi realizado com o objetivo de estudar o efeito alelopatico dos frutos maduros de erva-mate (ilex paraguariensis St.Hil.) sobre a germinacao e crescimento do milho hibrido SAVE 484 (Zea mays L.), e, subsidiariamente, se o tempo de permanencia dos frutos no solo interferiria em seu efeito alelopatico. Frutos maduros de erva-mate (erveira) foram adicionados a vasos com solo corrigido com vistas a cultura do milho. Sementes foram semeadas logo apos a incorporacao dos frutos e 30 e 60 dias depois. Tambem foram realizados experimentos em laboratorios com extratos dos frutos e PEG 6000, agente osmotico, em concentracoes semelhantes aos extratos, para se poder separar o efeito osmotico do alelopatico. A germinacao e a emergencia do milho nao foram afetadas, nem em solo de campo, nem em laboratorio com substrato papel; porem, seu crescimento e desenvolvimento foram afetados. Altura da planta, comprimento do primeiro entre-no, peso seco da parte aerea e da raiz, comprimento das folhas, numero de raizes adventicias e comprimento da raiz primaria foram afetados pela presenca dos frutos ou dos seus extratos, o que mostra uma inibicao dos desenvolvimento, causada pelos possiveis aleloquimicos presentes. O numero de pelos absorventes das raizes do milho mostraram ser um parametro extremamente sensivel a substancias alelopaticas, as quais perduram no solo pelo menos por 60 dias apos a incorporacao dos frutos maduros da erva-mate.
Thesagro: Zea Mays.
Ano de Publicação: 1998
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ALELOPATIADEFRUTOSDEERVAMATE.pdf227,74 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace