Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/859805
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 11-Ago-2010
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: CAVALCANTE, A. C. R.
CUTRIM JUNIOR, J. A. A.
SANTOS, P. M.
CÂNDIDO, M. J. D.
SILVA, G. L.
OLIVEIRA, L. E. V.
Informaçães Adicionais: ANA CLARA RODRIGUES CAVALCANTE, CNPC; JOSÉ A. A. CUTRIM JUNIOR, DOUTORANDO UFC/UFPB/UFPE; PATRICIA MENEZES SANTOS, CPPSE; MAGNO JOSÉ DUARTE CÂNDIDO, PROF. UNIVERSIDADE CEARÁ; GUTENBERG LIRA SILVA, GRADUANDO UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ.; LUIZA ELVIRA VIEIRA OLIVEIRA, PÓS GRADUAÇÃO /CAMPINA GRANDE, PB.
Título: Efeito de diferentes manejo sobre a eficiência de produção líquida de forragem em pasto de capim-tanzânia (Panicum maximum cv. Tanzânia) no Nordeste Brasileiro.
Edição: 2010
Fonte/Imprenta: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA ZOOTECNIA, 47., 2010, Salvador. Empreendorismo e progresso científicos na zootecnia brasileira de vanguarda: anais. Salvador: SBZ: UFBA, 2010.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Produção total de forragem
Produção de material morto
Nitrogênio
Conteúdo: O objetivo do trabalho foi identificar entre tipos de manejo, o mais eficiente na conversão de fatores bióticos e abióticos em produção líquida de forragem de capim-tanzânia, para uso tanto na época seca quanto chuvosa, no Nordeste brasileiro. O pasto recebeu quatro tratamentos: intensivo (resíduo póspastejo de 30cm e adubação com 600 kg N/ha ano), moderado (resíduo pós-p de 45cm, adubação 300 kg N/ha ano), leve (resíduo pós-p 45cm sem adubação) e extensivo (resíduo pós-p 30cm sem adubação). As variáveis analisadas foram a produção total de forragem (PTF), a produção líquida de forragem (PLF) e produção de material morto (PMM). As variáveis analisadas foram afetadas tanto pelo tratamento quanto pela época do ano (p<0,05). A maior produção total e produção líquida de forragem foi obtida no tratamento moderado. O tratamento extensivo foi o menos produtivo. As maiores produções de forragem ocorreram durante a durante a época seca. O tratamento moderado foi o mais eficiente em converter insumos em produção de forragem.
Ano de Publicação: 2010
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PROCIPMS2010.00037.pdf513,4 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace