Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/867962
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Caprinos e Ovinos - Tese/dissertação (ALICE)
Date Issued: 2010
Type of Material: Tese/dissertação (ALICE)
Authors: NEVES, M. R. M. das
Additional Information: Maria Rosalba Moreira das Neves.
Title: Utilização de marcadores fenotípicos para caracterização de ovinos mestiços Santa Inês naturalmente infectados com nematóides gastrintestinais.
Publisher: 2010.
Pages: 71 f.
Language: pt_BR
Notes: Dissertação (Mestrado em Zootecnia. Área de concentração: Produção de ruminantes) - Universidade Estadual Vale do Acaraú, Sobral, CE. Orientador: Luiz da Silva Vieira, Embrapa Caprinos e Ovinos (CNPC).
Keywords: Fenotípico
Phonotypical markers
Raça Santa Inês
Controle
Namatódeo gastrintestinal.
Description: Resumo: Nematóides gastrintestinais constituem um dos principais fatores limitantes à exploração de ovinos. Dentre eles, Haemonchus contortus é o mais prevalente e patogênico dos endoparasitos e também responsável por um quadro clínico severo de anemia. O objetivo do presente trabalho foi caracterizar fenotipicamente ovinos mestiços Santa Inês naturalmente infectados por nematóides gastrintestinais, utilizando marcadores fenotípicos (parasitológicos, hematológicos e produtivos) para identificar os animais mais resistentes e os mais susceptíveis do rebanho. Para isso foram utilizados 25 animais, com idade entre quatro a cinco meses e livres de infecções parasitárias, mantidos em pastagem cultivada e irrigada de capim Tanzânia (Panicum maximum cv. Tanzânia). Semanalmente, totalizando 80 dias, foi coletado sangue para determinar os níveis de eosinófilos sanguíneos, volume globular, proteína plasmática total e fezes para a contagem de ovos por grama de fezes (OPG) e culturas fecais para contagem e identificação das larvas infectantes. No mesmo dia da coleta, os animais foram pesados e submetidos à avaliação de escore corporal e ao método Famacha de controle da verminose. No final do experimento, com base nos valores médios de OPG, os oito animais mais resistentes (menor média de OPG - 455,90 ovos/g) e os oito mais susceptíveis (maior média de OPG - 4.239,20 ovos/g) foram selecionados e abatidos para a recuperação, contagem e identificação das espécies presentes. Os ovinos classificados como resistentes apresentaram menor contagem de OPG, maior porcentagem de volume globular e menor escore Famacha em relação aos animais do grupo susceptível. Os valores do escore Famacha comparados com o volume globular permitiram selecionar os animais anêmicos e verificar o quanto o método é eficaz em confirmar o grau de anemia. Nas culturas fecais, o gênero predominante foi Haemonchus sp. (80%), seguido por Trichostrongylus sp. (19%) e Oesophagostumun sp. (1%). H. contortus foi a espécie predominante no abomaso dos animais necropsiados (699 exemplares no grupo resistente e 5055 no grupo susceptível) e Trichostrongylus colubriformis, predominante no intestino delgado (1043 exemplares no grupo resistente e 3151 no grupo susceptível). Conclui-se que os animais pertencentes ao grupo susceptível não apresentaram desempenho satisfatório, quando comparados aos animais do grupo resistente. Através da utilização dos marcadores fenotípicos foi possível identificar ovinos resistentes e susceptíveis a nematóides gastrintestinais, além de constatar melhor desempenho dos animais classificados como resistentes frente à infecção por H. contortus. Essa identificação é de fundamental importância uma vez que ovinos susceptíveis ao parasitismo são alvos de atenção especial, por serem responsáveis pela contaminação da pastagem por larvas infectantes e, consequentemente, reinfecção dos animais. [Phenotypic markers to characterize Santa Inês crossbreed sheep naturally infected by gastrointestinal nematodes]. Abstract: Gastrointestinal nematodes are one of the most important parasites on sheep livestock production. Among them, Haemonchus contortus is the most prevalent and pathogenic worm, leading the animals to develop a severe anemia. For this reason, the present study aimed to use phonotypical markers (parasitological, blooding and production) to classify resistant and susceptible Santa Inês crossbreed sheep naturally infected by gastrointestinal nematodes. Twenty-five young sheep with four and five month of age and free from worms until the beginning of the experimental period were kept on pasture (Panicum maximum cv. Tanzânia) naturally contaminated. Each seven days (total of 80 days) blood samples were collected to determined eosinophil counts, the packed cell volume, total serum protein levels and feces to determine the EPG (eggs per gram) counts and the infective larvae. On the same day of the samples collection, the animals were weighted and submitted to body conditional score and to Famacha method to worm control. At the end of the experimental period, sheep were classified as resistant and susceptible according to their mean faecal egg counts (FEC). The animals with the lowest (n=8; 455,9 eggs per gram) and the highest (n=8; 4239,2 eggs per gram) FEC means were slaughtered for worm burden determination and the identification of present species. Sheep classified as resistant presented lower EPG counts, higher packed cell volume percentage and lower Famancha score comparing with the animals classified as susceptible. The values of Famacha score compared with the packed cell volume allowed us to select the anemic animals and verify the effectiveness of the method to confirm the anemia degree. On feces cultures, Haemonchus sp. (80%) was the predominant genus, followed by Trichostrongylus sp. (19%) e Oesophagostumun sp. (1%). H. contortus was the predominant species in the abomasum of slaughtered animals (699 in the resistant group and 5055 in group susceptible) and T. colubriformis in small intestine (1043 in the resistant group and 3151 in the susceptible group). It can be concluded that it was possible identify resistant and susceptible sheep using phonotypical markers, verifying a better performance of resistant animals when infected by H. contortus. This fact is important, once susceptible sheep require more attention on management for being responsible by contaminate the pasture with infective larvae and consequent animal re-infection.
Thesagro: Ovino
Doença animal
Parasitismo
Haemonchus contortus
Resistência genética.
NAL Thesaurus: Sheep
Genetic resistance
Genetic markers
Parasitism.
Data Created: 2010-11-25
Appears in Collections:Tese/dissertação (CNPC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TSUtilizacaodemarcadoresfenotIpicos.pdf2,75 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace