Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/89484
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 8-Abr-1999
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: CENTELLAS, A.Q.
FORTES, G.R. de L.
MULLER, N.T.G.
ZANOL, G.C.
FLORES, R.
GOTTINARI, R.A.
Informaçães Adicionais: CPACT
Título: Efeito de auxinas sinteticas no enraizamento in vitro da macieira.
Edição: 1999
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.34, n.2, p.181-86, fev. 1999.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Micropropagacao
Reguladores de crescimento
Acido indol-3-acetico
Acido indolbutirico
Acido Naftaleno acetico
Malus domestica
Micropropagation
Growth substances
Indol acetic acid
Indol butiric acid
Naphtalene acetic acid
Conteúdo: Brotacoes de macieira (Malus domestica, Borkh), cv. Fred Hough, oriundas do processo de multiplicacao in vitro, foram inoculadas em meio MS e MS/2, testando-se os reguladores de crescimento: acido indol-3-acetico (AIA); acido indolbutirico (AIB) e acido naftaleno acetico (ANA), nas concentracoes de 0, 1, 3 e 5 UM com o objetivo de observar o efeito dessas auxinas sobre o enraizamento da cultivar. Foram acrescentadas aos meios as vitaminas MS mio-inositol (100 mg/L) e sacarose (30 g/L) em meio de agar (6 g/L). O pH do meio foi ajustado para 5,8 e a cultura foi incubada a 25 +- 2 Graus C. e 16 horas de fotoperiodo a 2.000 lux, permanecendo por 30 dias. Os tratamentos foram repetidos cinco vezes e cada repeticao constou de cinco explantes inoculados em frasco de 250 mL contendo 40 mL do meio. O meio MS/2 em todas as concentracoes testadas foi melhor que o MS. O ANA e o AIB, ambos na concentracao de 3 UM, em meio MS/2, tiveram comportamento semelhante na porcentagem de enraizamento e no numero de raizes produzidas; no entanto, o ANA provocou efeitos indesejaveis na qualidade destas, havendo formacao de calo na base das brotacoes e raizes grossas. O AIA obteve melhor resposta nas altas concentracoes, mas nao foi melhor que o AIB e ANA.
Ano de Publicação: 1999
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pab36096.pdf207,91 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace