Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/92259
Unidade da Embrapa/Coleção:: Área de Informação da Sede - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Data do documento: 9-Jul-1998
Tipo do Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Autoria: COMASTRI FILHO, J.A.
POTT, A.
Informaçães Adicionais: CPAP
Título: Introducao e avaliacao de forrageiras em "cordilheira" semidesmatada na sub-regiao da Nhecolandia, Pantanal Mato-Grossense.
Edição: 1998
Fonte/Imprenta: Pesquisa Agropecuaria Brasileira, Brasilia, v.33, n.5, p.793-802, maio 1998.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Graminea
Leguminosa
Tolerancia a seca
Resistencia a praga
Resistencia a doenca
Cobertura do solo
Persistencia das plantas
Grasses
Legumes
Drought tolerance
Pest resistance
Disease resistance
Soil cover
Plant persistence
Conteúdo: Na sub-regiao da Nhecolandia, a bovinocultura de corte e a principal atividade economica, mas apresenta baixos indices de produtividade. A alimentacao dos bovinos e constituida de gramineas nativas, de marcada estacionalidade, de baixo valor nutritivo no periodo seco, e de reduzida disponibilidade, devido a cheia da regiao. Em face dessa situacao, os pecuaristas vem cultivando pastos, em areas de "cordilheira", com a finalidade de resolver o problema da alimentacao dos animais. Visando atender a demanda na escolha das forrageiras e reduzir a perda de nutrientes do solo, o CPAP desenvolveu um trabalho de avaliacao de forrageiras para selecionar especies para as areas de "cordilheira" semidesmatada. Neste ambiente, foram testadas 87 forrageiras. Para cada especie, foram utilizadas duas parcelas - com adubo (CA) e sem adubo (SA) - divididas transversalmente: uma metade se destinava a determinacao da producao, e a outra, intacta, para observacoes fenologicas. Os criterios tecnicos de avaliacao basearam-se em parametros convencionais, acrescentados de quantificacoes, que permitiram o calculo do indice de avaliacao (IA) das forrageiras. Esse indice mostrou que as gramineas mais promissoras foram Brachiaria decumbens, com IA de 2,95 e B. humidicola, com IA de 2,87, tanto na parcela CA como na SA. Colopogonium mucunoides, com IA de 2,75 tanto na parcela CA como na SA, foi a leguminosa mais promissora.
Ano de Publicação: 1998
Aparece nas coleções:Artigo em periódico indexado (AI-SEDE) / Embrapa Informação Tecnológica (SCT)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
INTRODUCAOEAVALIACAODEFORRAGEIRAS.pdf180,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousGoogle BookmarksMySpace