Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/929913
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Pecuária Sudeste - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 31-Jul-2012
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: FERREIRA, R. C. M.
RIBEIRO, A. R. B.
SANTANA, R. S.
PAÇÓ, A. L.
ALENCAR, M. M. de
STARLING, J. M. C.
Informaçães Adicionais: REGINA CÉLIA MICHA FERREIRA, GRADUANDA FACULDADE METROPOLITANAS UNIDAS/SÃO PAULO; ANDREA ROBERTO BUENO RIBEIRO, PROF. DA FACULDADE METROPOLITANAS UNIDAS/SÃO PAULO; RENATA SCHNEIDER SANTANA, GRADUANDA FACULDADE METROPOLITANAS UNIDAS/SÃO PAULO; ANA LUIZA PAÇÓ, DOUTORANDA EM PRODUÇÃO ANIMAL -UNESP/ JABOTICABAL; MAURICIO MELLO DE ALENCAR, CPPSE; JOSIANE MARIA CARDOSO, PROF. DOUTORA DA UNIVERSIDADE DE FRANCA-FRANCA.
Título: Características do velo de ovinos Ile de France e Texel durante a estação de inverno.
Edição: 2012
Fonte/Imprenta: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 49., Brasília, DF. A produção animal no mundo em transformação: Anais. Brasília: SBZ, 2012.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Adaptação
Ovino
Estresse calórico

Termorregulação
Raça Ile de France
Raça Texel
Conteúdo: A alta competitividade da pecuária moderna necessita que a ovinocultura brasileira desenvolva grupos genéticos que aliem características de alto desempenho, com melhores índices produtivos, mas que também sejam adaptadas às condições tropicais. Desta forma, o objetivo neste estudo foi avaliar características da capa externa relacionadas a termorregulação e à tolerância ao calor de duas raças de ovinos de alta expressão para a produção de carne. No inverno de 2011 foram coletadas em um rebanho comercial localizado na região de Cunha, SP amostras do velo de 15 borregas das raças Ile de France e Texel e mensurado a espessura do velo (EV). A partir dessas amostras foi determinado o número de fibras (NF), comprimento das fibras (CF), peso da amostra (PA) e o ângulo de inclinação das fibras (AI) e as diferenças entre os grupos genéticos foram analisadas por meio de análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Turkey (P<0,05). Os animais da raça Texel apresentaram maiores médias (P<0,01) de NF (472,93 ± 404,81), CF (14,61 ± 0,28cm), EP (8,04 ± 0,12cm), PA (0,09 ± 0,002g) e AI (33,57 ± 0,63o) do que os animais da raça Ile de France (404.81 ± 14.27 fibras; 11,43± 0,27cm; 4,62 ± 0,12cm; 0,05 ± 0,002 mg; 25,12 ± 0,61o, respectivamente). De acordo com os resultados deste estudo para as do velo os animais Ile de France mostraram características mais favoráveis à termorregulação em climas tropicais.
Ano de Publicação: 2012
ISBN: 978-85-63273-12-3
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPPSE)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PROCI2012.00087.pdf102,1 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace