Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/940893
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Semiárido - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2012
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: BATISTA, D. da C.
LIMA NETO, F. P.
BARBOSA, J. da S.
AMORIM, C. C. de
BARBOSA, M. A. G.
Additional Information: DIOGENES DA CRUZ BATISTA, CPATSA; FRANCISCO PINHEIRO LIMA NETO, CPATSA; JAILINY DA SILVA BARBOSA; CLISNEIDE COELHO DE AMORIM; MARIA ANGELICA GUIMARAES BARBOSA, CPATSA.
Title: Avaliação da resistência de 47 acessos de mangueira aos fungos Fusicoccum aesculis e Neofusicoccum parvum.
Publisher: Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 34, n. 3, p. 823-831, set. 2012.
Language: pt_BR
Keywords: Acesso
Vale do São Francisco
Fusicoccum aesculis
Neofusicoccum parvum
Disease
Mango.
Description: A mangicultura praticada no Submédio do Vale do São Francisco é considerada um dos principais destaques no comércio externo do País. Dentre as diversas variedades cultivadas, a Tommy Atkins é a que representa a maior parte das exportações. Entretanto, a magnitude das perdas por podridões pós--colheita, causadas por fungos Botryosphaeriaceae, é sempre uma grande preocupação para exportadores e importadores da fruta. A busca por métodos de controle mais eficazes e limpos é uma tendência mundial. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar a reação de frutos, de 47 acessos de mangueiras, quanto à resistência aos fungos Fusicoccum aesculis e Neofusicoccum parvum. As inoculações foram realizadas mediante deposição de disco do meio de cultura batata-dextrose-ágar (BDA), contendo estruturas do patógeno sobre duas posições opostas na região equatorial da manga, mantido, posteriormente, por 24 horas em câmara úmida. Foram realizadas medições das lesões até o sétimo dia, com uma régua milimetrada. Com os registros dos crescimentos das lesões, foram calculadas as taxas diárias de crescimento da lesão (TDCL?s) para cada acesso. As maiores TDCLs foram observadas nos acessos ?Roxa? e ?Lita?, quando inoculados com F. aesculis, e nos acessos Roxa, Ruby, Papo de peru, CPAC 22/93, ?Pingo-de-ouro, Pêssego e M13269, quando inoculados com N. parvum. Os acessos Nego-não-chupa, Manga-d'água, Juazeiro VI, Juazeiro VII e Favo-de-mel foram os que apresentaram, concomitantemente, as menores TDCLs para ambos os patógenos e diferenças significativas em relação aos demais acessos.
Thesagro: Manga
Doença
Mangifera Indica
Podridão Peduncular
Resistência.
NAL Thesaurus: Botryosphaeriaceae.
Data Created: 2012-11-30
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Angelica2012.pdf626,47 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace