Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/979582
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2013
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: CHAVES, S. S. de F.
MARTORANO, L. G.
CAMARGO, P. B. de
EL-HUSNY, J. C.
FERNANDES, P. C. C.
VALENTE, M. A.
Additional Information: Siglea Sanna de Freitas Chaves, MESTRANDA ESALQ; LUCIETA GUERREIRO MARTORANO, CPATU; Plínio Barbosa de Camargo, USP; JAMIL CHAAR EL HUSNY, CPATU; PAULO CAMPOS CHRISTO FERNANDES, CPATU; Moacir Azevedo Valente, CPATU.
Title: Estoque de carbono no solo em área de pastagem convencional e sistema agrossilvipastoril em Paragominas.
Publisher: In: SIMPÓSIO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS NA AMAZÔNIA, 2., 2013, Belém, PA. [Anais]. [Belém, PA]: Universidade do Estado do Pará, Centro de Ciências Naturais e Tecnologia, 2013.
Pages: v. 2, p. 15-22.
Language: pt_BR
Keywords: Sistema Agroflorestal
Mudanças de uso do solo
Pará.
Description: Questões relacionadas ao desflorestamento e planejamento de uso do solo deficitário, causaram problemas ambientais e econômicos em diversos municípios da Amazônia nos últimos anos. As lideranças empresariais do setor agropecuário em municípios como Paragominas estabeleceram novas estratégias para produção de grãos, madeira e carne e incentivaram a implantação de sistemas de produção agroflorestais. Para avaliar efeitos desses sistemas conservacionistas, objetivou-se avaliar a densidade e o estoque de carbono do solo em uma cronossequência de floresta, pastagem em degradação agrícola e sistema agrossilvipastoril. A pesquisa foi realizada na Fazenda Vitória, Paragominas-PA, onde foram coletadas amostras de solos, nas camadas 0-10 e 10-20 cm, em dois períodos: em 1992 nas áreas sob floresta nativa e pastagem degradada e em 2013 na área sob sistema agrossilvipastoril em plantio direto. O solo é classificado como Latossolo Amarelo de textura média. Analisou-se a densidade e o teor de carbono, calculou-se o estoque de carbono do solo e fez-se a correção de massa em relação à área de referência. O valor da densidade do solo no sistema agrossilvipastoril foi de 1,04 g/cm³ na camada 0-10 cm, seguida de 1,19 g/cm³ na profundidade 10-20 cm, porém na pastagem degradada a densidade atingiu valores acima de 1,20 g/cm³ nas mesmas profundidades. Na camada 0-20 cm o estoque de carbono do solo na área de vegetação nativa foi de 45,13 Mg.ha-1, e decresceu 12 Mg.ha-1 quando convertida em pastagem mal manejada. Com a adoção do sistema pecuário integrado em plantio direto, fertilização para cultivo da lavoura e manejo correto da pastagem, o estoque de carbono atingiu 41,72 Mg.ha-1. Os efeitos positivos do sistema pecuário integrado em termos de estoque de C no solo evidenciam melhorias em propriedades físicas do solo em Paragominas.
NAL Thesaurus: Amazonia.
Data Created: 2014-02-12
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
p15.pdf224,49 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace