Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/994633
Unidade da Embrapa/Coleção:: Embrapa Amazônia Oriental - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Data do documento: 9-Set-2014
Tipo do Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Autoria: FORTES, A. C. R.
OLIVEIRA, M. do S. P. de
OLIVEIRA, N. P. de
SILVA, I. C. da
Informaçães Adicionais: Andréa Cristina Rodrigues Fortes, MESTRANDA UFRA; MARIA DO SOCORRO P DE OLIVEIRA, CPATU; Natália Padilha de Oliveira, DOUTORANDA UFLA; Ilenilce Castro da Silva, MESTRANDA UFRA.
Título: Transferibilidade de locos SSR de Astrocaryum aculeatum Mart. para Astrocaryum murumuru Mart.
Edição: 2014
Fonte/Imprenta: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 18.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 2., 2014, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2014.
Idioma: pt_BR
Palavras-chave: Amplificação
Microssatélites
Palmeira
Conteúdo: Este trabalho foi realizado com o objetivo de testar a transferibilidade de locos SSR de Astrocaryum aculeatum para a espécie Astrocaryum murumuru. Para isso, foram aplicados dez locos desenvolvidos para A. aculeatum em cinco amostras de DNA obtidas de matrizes de A. murumuru de diferentes procedências. As reações de amplificação foram conduzidas de acordo com o protocolo desenvolvido por Ramos et al. (2012), com pequenas adaptações para testar diferentes temperaturas de anelamento, com a finalidade de determinar a temperatura ótima de amplificação em A. murumuru. Os produtos amplificados foram aplicados em gel de agarose a 1,5%, corado com brometo de etídio e submetidos à eletroforese horizontal por 1h 30 min. Os perfis dos géis foram fotodocumentados e as imagens armazenadas digitalmente. A transferibilidade dos locos foi avaliada com base na amplificação de produtos e na sua nitidez. Todos os locos testados apresentaram amplificação satisfatória (visualização do produto), perfazendo uma taxa de transferibilidade de 100%, sugerindo que as espécies possuam alto grau de parentesco e sendo, portanto, úteis para acessar o genoma de A. murumuru.
Ano de Publicação: 2014
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pibic57.pdf179,86 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace