Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1000310
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorRIBEIRO, L. S.por
dc.contributor.authorCORDOBA, L. P.por
dc.contributor.authorLACERDA, L. G.por
dc.contributor.authorLAZZAROTTO, M.por
dc.contributor.authorSCHNITZLER, E.por
dc.contributor.otherL. S. Ribeiro, UEPG; L. P. Cordoba, UEPG; L. G. Lacerda, Universidade Positivo; MARCELO LAZZAROTTO, CNPF; E. Schnitzler, UEPG.por
dc.date.accessioned2014-11-17T11:11:11Zpor
dc.date.available2014-11-17T11:11:11Zpor
dc.date.created2014-11-17por
dc.date.issued2014por
dc.identifier.other53011por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1000310por
dc.descriptionO amido de pinhão possui propriedades interessantes, porém pouco foi estudado até o momento. Proveniente do Sul do Brasil, a semente da Araucária angustifolia serve de alimento para diversas culturas da região. Os amidos nativos de diversas fontes botânicas possuem características de interesse industrial, porém algumas só são adquiridas ou melhoradas mediante a aplicação de agentes que modifiquem as estruturas originais dos grânulos, como ácidos e oxidantes. O presente trabalho teve como objetivo estudar propriedades do amido de pinhão nativo e este modificado, utilizando ácido clorídrico 0,1M e 0,2M, em meio etanólico e metanólico. Pelas curvas DSC foi possível determinar as temperaturas ?onset?, de pico e de conclusão do processo de gelatinização das amostras, além de se determinar a entalpia envolvida no processo. Pelas imagens NC-AFM pode-se medir o tamanho dos grânulos dos amidos e a rugosidade dos mesmos antes e após as modificações. Por meio da técnica TG-DTG, foi possível observar um perfil de perda de massa semelhante para todas as amostras, com 3 etapas definidas, sendo a 1ª referente à desidratação da amostra e a 2ª e 3ª referente à decomposição da matéria orgânica à cinzas. Através da análise de propriedade de pasta (RVA) se observou o perfil reológico das amostras, podendo determinar temperatura de pico, viscosidade final e retrogradação.por
dc.description.uribitstream/item/111818/1/2014-MarceloL-CBATC-Caracterizacao.pdfpor
dc.formatDisponibilizado online.por
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherIn: CONGRESSO BRASILEIRO DE ANÁLISE TÉRMICA E CALORIMETRIA, 9., 2014, Serra Negra. Trabalhos. [S.l.]: ABRATEC, 2014.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Florestas - Artigo em anais de congresso (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectAmido de pinhãopor
dc.subjectAmido modificadopor
dc.subjectAnálise térmicapor
dc.subjectDSC.por
dc.titleCaracterização de amido de pinhão modificado com soluções de ácido clorídrico 0,1 e 0,2M em presença de etanol e metanol.por
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)por
dc.date.updated2014-11-18T11:11:11Zpor
dc.subject.thesagroAraucária Angustifóliapor
dc.subject.thesagroEspécie Nativa.por
dc.description.notesCBRATEC.por
dc.format.extent26 p.por
dc.ainfo.id1000310por
dc.ainfo.lastupdate2014-11-18por
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPF)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014MarceloLCBATCCaracterizacao.pdf690,93 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace