Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1000571
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSILVA, D. A. dapor
dc.contributor.authorPEREIRA, A. A. A.por
dc.contributor.authorSILVA, E. N. dapor
dc.contributor.authorLIMA, E. M. depor
dc.contributor.authorSANTOS, R. S.por
dc.contributor.otherRODRIGO SOUZA SANTOS, CPAF-AC.por
dc.date.accessioned2014-11-19T11:11:11Zpor
dc.date.available2014-11-19T11:11:11Zpor
dc.date.created2014-11-19por
dc.date.issued2014por
dc.identifier.other25293por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1000571por
dc.descriptionInsetos são considerados excelentes bioindicadores de mudanças ambientais e da qualidade do ambiente. Estudos de suas comunidades podem ser aplicados no planejamento, desenho e manejo urbano, monitoramento ambiental e práticas conservacionistas. As armadilhas de solo constituem um método passivo de coleta, que fornece uma estimativa aproximada do número total de espécies de uma comunidade além de ser uma metodologia simples. O objetivo deste trabalho foi realizar um levantamento da entomofauna edáfica em duas áreas, uma Mata Ripária (10°03?42.59??S; 67°46?26.48??W) e um Sistema Agroflorestal (SAF) (10°03?65.41??S; 67°46?42.60??W), localizados no município de Rio Branco, AC. O estudo foi realizado entre outubro a novembro de 2011, totalizando cinco coletas nas duas áreas. Em cada área foram instaladas 20 do tipo ?pitfall trap?, que consistiram em copos plásticos de 500 mL, equidistantes 10 m entre si, dispostos em dois transectos, distanciados 10 m entre si. Em cada armadilha foi adicionado 250 mL de formaldeído (1%) e gotas de detergente líquido neutro. Semanalmente os pitfalls eram recolhidos e transportados até o laboratório de Entomologia da Embrapa Acre, onde eram triados, montados e secos. Os espécimes foram identificados até o nível taxonômico de Ordem, com auxílio de literatura pertinente e sob microscópio estereoscópio. Foram capturados um total de 2.266 espécimes nas duas áreas estudadas, sendo 1.412 (62,3%) no Sistema Agroflorestal e 854 (37,4%) na Mata Ripária. Foram encontradas oito Ordens: Hymenoptera, Coleoptera, Isoptera, Orthoptera, Diptera, Blattodea, Hemiptera e Lepidoptera, todas encontradas nas duas áreas, com exceção de Lepidoptera, a qual foi capturada somente na Mata Ripária. As principais Ordens encontradas nas duas áreas foram Hymenoptera (principalmente formigas), correspondendo a 70,4% de todos os insetos capturados, seguida por Coleoptera (11,9%) e Isoptera (11,8%). As demais Ordens juntas corresponderam a apenas 5,9%.por
dc.description.uribitstream/item/111978/1/25293.pdfpor
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherIn: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENTOMOLOGIA, 25., 2014, Goiânia. Anais... Goiânia: SEB, 2014.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Acre - Resumo em anais de congresso (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectEntomofauna edáficapor
dc.subjectMata ripáriapor
dc.subjectSistema agroflorestalpor
dc.subjectAcrepor
dc.titleLevantamento da entomofauna edáfica associada à Mata Ripária e Sistema Agroflorestal, no estado do Acre.por
dc.typeResumo em anais de congresso (ALICE)por
dc.date.updated2014-11-19T11:11:11Zpor
dc.ainfo.id1000571por
dc.ainfo.lastupdate2014-11-19por
Aparece nas coleções:Resumo em anais de congresso (CPAF-AC)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
25293.pdf205,16 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace