Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1004611
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2006
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: MIRANDA, E. E. de
CRISCUOLO, C.
QUARTAROLI, C. F.
GUIMARÃES, M.
Additional Information: EVARISTO EDUARDO DE MIRANDA, CNPM; CRISTINA CRISCUOLO, CNPM; CARLOS FERNANDO QUARTAROLI, CNPM; MARCELO GUIMARÃES, CNPM.
Title: Gestão territorial do agronegócio o caso da região nordeste do estado de São Paulo.
Publisher: In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL, 44., 2006, Fortaleza. Anais... Questões Agrárias, Educação no Campo e Desenvolvimento. Fortaleza: SOBER, 2006.
Pages: 20 p.
Language: pt_BR
Keywords: Desenvolvimento territorial e ruralidade
Description: A região nordeste do Estado de São Paulo é um exemplo de desenvolvimento territorial do agronegócio brasileiro e é líder nacional de produtividade nos principais setores agropecuários a que se dedica. Seu PIB, superior a 25 bilhões de dólares, é maior que o do Uruguai e sua renda per capita é o dobro da Argentina. Ela compreende 125 municípios que juntos ocupam aproximadamente 51.725 km2 e representam 20,83% do Estado de São Paulo. Parte das lideranças do agronegócio regional, através da Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto - ABAG-RP, busca cada vez mais participar da formulação das políticas públicas territoriais e necessita de informações atualizadas sobre a dinâmica espacial do uso e cobertura das terras. Para atender a essas necessidades, a Embrapa Monitoramento por Satélite, em parceria com o projeto temático "Diagnóstico Ambiental da Agricultura no Estado de São Paulo: bases para um desenvolvimento rural sustentável - ECOAGRI", financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo ? FAPESP e com o apoio da ABAG-RP, estruturou um sistema de gestão territorial do agronegócio para essa região. O trabalho incluiu o mapeamento circunstanciado do uso e cobertura das terras agrícolas em 1988 e 2003, com base em imagens dos satélites Landsat, CBERS e SPOT. Esses dados foram incorporados num Sistema de Informações Geográficas, junto com outros planos de informações, como: divisão municipal, hidrografia, relevo, bacias, etc. Uma base de dados agronômicos, sociais, econômicos e ambientais foi construída para cada tipo de cobertura vegetal mapeada na região, a partir de diversas fontes de informações e pesquisas de campo. Cada uma das variáveis dessa base de dados pode ser espacializada no conjunto da região e servir na estruturação de variáveis derivadas.
Data Created: 2015-01-07
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPM)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
4324.pdf2,79 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace