Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1004789
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTAVARES, L. C. V.pt_BR
dc.contributor.authorFOLONI, J. S. S.pt_BR
dc.contributor.authorBASSOI, M. C.pt_BR
dc.contributor.authorPRETE, C. E. C.pt_BR
dc.contributor.otherLUIS CESAR VIEIRA TAVARES, CNPSO; JOSE SALVADOR SIMONETI FOLONI, CNPSO; MANOEL CARLOS BASSOI, CNPSO; CÁSSIO EGÍDIO CAVENAGHI PRETE, UEL.pt_BR
dc.date.accessioned2015-01-08T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-01-08T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-01-08pt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.issn1983-4063pt_BR
dc.identifier.other35688pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1004789pt_BR
dc.descriptionA capacidade de perfilhamento em trigo define os componentes de rendimento e a produtividade, sendo afetada pela densidade de semeadura. Objetivou-se, neste estudo, avaliar genótipos de trigo cultivados em diferentes densidades de semeadura, em Londrina e Ponta Grossa (PR), nos anos de 2009 e 2010. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso, em esquema fatorial, com quatro repetições. Foram avaliados os aspectos agronômicos de três genótipos de trigo (PF 014384, BRS Tangará e BRS Pardela), nas densidades de semeadura de 150 pl m-2, 250 pl m-2, 350 pl m-2 e 450 pl m-2. Em Londrina, a máxima produtividade foi obtida em densidade próxima a 270 pl m-2, enquanto, em Ponta Grossa (2009), houve ajuste linear. Não ocorreu ajuste para altura de plantas, devido à densidade de semeadura. O número de espigas por área (espigas m-2) foi superior em Ponta Grossa (2009) e não diferiu entre os locais, em 2010. Em Ponta Grossa (2010), a maior massa de mil sementes estimada foi na densidade de 341 pl m-2 e, em Londrina (2010), nas densidades de 150 pl m-2 e 450 pl m-2. A densidade de semeadura influenciou na produtividade de grãos, dependendo do local e ano. Em Londrina, houve limite, quanto à densidade de semeadura, para a produtividade. A massa de mil sementes foi influenciada pela densidade de semeadura, dependendo do ano e local. A altura de plantas foi afetada pelo genótipo e local de cultivo.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/115112/1/genotipos-de-trigo...-2014.PDFpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherPesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 44, n. 2, p. 166-174, abr./jun. 2014.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Soja - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.titleGenótipos de trigo em diferentes densidades de semeadura.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2017-10-31T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroTrigo.pt_BR
dc.ainfo.id1004789pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2017-10-31 -02:00:00pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPSO)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
genotiposdetrigo...2014.PDF1,04 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace