Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1004831
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)
Date Issued: 2014
Type of Material: Artigo em periódico indexado (ALICE)
Authors: OLIVA, E. V.
REISSMANN, C. B.
GAIAD, S.
OLIVEIRA, E. B. de
STURION, J. A.
Additional Information: Elaine Vivian Oliva, Bióloga da UFPR; Carlos Bruno Reissmann, UFPR; SERGIO GAIAD, CNPF; EDILSON BATISTA DE OLIVEIRA, CNPF; JOSE ALFREDO STURION, CNPF.
Title: Composição nutricional de procedências e progênies de erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil.) cultivadas em latossolo vermelho distrófico.
Publisher: Ciência Florestal, Santa Maria, v. 24, n. 4, p. 793-805, out./dez. 2014.
Language: pt_BR
Keywords: Nutrição de plantas
Progênies.
Description: Ilex paraguariensis St. Hil. é uma espécie florestal de grande importância socioeconômica para os estados sulinos do Brasil. Objetivou-se com a presente pesquisa, avaliar o estado nutricional de procedências (Ivaí- PR e Barão de Cotegipe-RS) e suas respectivas progênies em Latossolo Vermelho distrófico, no município de Ivaí ? PR. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso, com quatro repetições, tendo como tratamento duas procedências e cinco progênies. Analisaram-se os macronutrientes, micronutrientes, Al e Na. Os teores foliares de N, P, K, Ca e Mg foram considerados satisfatórios, sendo que os nutrientes N, P, Ca e Mg apresentaram diferença significativa para ambas as procedências analisadas. Dentro das procedências, as progênies de Ivaí, destacaram diferença significativa para os nutrientes N, P, K, Ca e Mg. Porém, para as progênies de Barão de Cotegipe, constatou-se diferença significativa apenas para os teores de Ca e Mg. Para as duas procedências, os teores foliares de Fe, Cu e Mn foram considerados satisfatórios. A concentração de Zn foi considerada baixa e a de B elevada. Os teores de Al foram considerados normais para a espécie. Quanto ao Na, não se observou diferença significativa entre procedências. Os teores de Zn, Fe, Cu, bem como de Al e Na, diferiram estatisticamente entre as progênies de Barão de Cotegipe e Ivaí. A procedência de Ivaí apresentou teores mais elevados tanto de macro como de micronutrientes, comparativamente à procedência de Barão de Cotegipe, indicando que um programa de melhoramento genético poderá refletir significativamente na melhoria da qualidade da erva-mate com fins de qualidade nutricional humana. Comparando as médias do peso da massa verde das procedências, há ganho significativo da copa da procedência de Barão de Cotegipe, o que não é acompanhado pelo peso da massa seca de 100 folhas.
Thesagro: Análise Química.
Data Created: 2015-01-08
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014APIGaiadCFComposicao.pdf334,23 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace