Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1012445
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorLIRA, J. M. S.pt_BR
dc.contributor.authorLARA, T. S.pt_BR
dc.contributor.authorRODRIGUES, A. C.pt_BR
dc.contributor.authorDOUSSEAU, S.pt_BR
dc.contributor.authorMAGALHAES, M. M.pt_BR
dc.contributor.authorALVARENGA, A. A. dept_BR
dc.date.accessioned2015-03-31T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-03-31T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-03-31pt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.citationCiência e Agrotecnologia, Lavras, v. 39, n. 2, p. 131-137, mar./abr. 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1012445pt_BR
dc.descriptionA perda dos benefícios do condicionamento, após a ressecagem, é um dos problemas do condicionamento. Para conservar os benefícios, têm sido utilizados diferentes estresses antes da secagem. Esse processo poderia agir como tolerância cruzada, aumentando os mecanismos de defesa, prevenindo a perda de viabilidade em sementes condicionadas após a secagem. Assim, testou-se o efeito de estresses, na tentativa de induzir tolerância cruzada, após diferentes secagens, mantendo os benefícios do condicionamento em sementes de melão. Dessa forma, as sementes foram condicionadas em solução aerada de KNO3 (0,35M), -1,7 MPa, 25 °C, no escuro, por seis dias. Depois disso, foram submetidas à secagem lenta, rápida, choque de frio + secagem lenta e rápida, choque de calor + secagem lenta e rápida, PEG + secagem lenta e rápida, ABA + secagem lenta e rápida e sementes sem secagem. As sementes não condicionadas foram o controle. Foi avaliada a atividade das enzimas SOD, CAT e APX, germinabilidade, tempo médio de germinação e taxa média de germinação. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualisado (DIC) com três repetições, contendo 50 sementes para cada tratamento. Para a análise estatística dos dados, foi utilizado ANOVA e as médias comparadas pelo teste de Scott-Knott (p ≤ 0,05). A aplicação de ABA aumentou a atividade da SOD após a secagem e o condicionamento reduziu a atividade da CAT. O estresse inicial, antes da secagem, aumentou- a e reduziu o tempo médio de germinação. Contudo, a indução do mecanismo de tolerância cruzada pode ser efetiva na manutenção dos benefícios do condicionamento.pt_BR
dc.language.isoengeng
dc.rightsopenAccesseng
dc.subjectPEGpt_BR
dc.subjectCondicionamentopt_BR
dc.subjectSementes secaspt_BR
dc.subjectSistema antioxidantept_BR
dc.titleCross-tolerance mechanism induction in melon seeds by priming prior drying.pt_BR
dc.typeArtigo de periódicopt_BR
dc.date.updated2015-04-06T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroMelãopt_BR
dc.subject.thesagroSementept_BR
riaa.ainfo.id1012445pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2015-04-06pt_BR
dc.identifier.doihttp://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542015000200004pt_BR
dc.contributor.institutionJean Marcel Sousa Lira, UFLA; Túlio Silva Lara, UFLA; Amanda Cristiane Rodrigues, UFLA; Sara Dousseau, Centro Regional de Desenvolvimento Rural Centro Norte; MARCELO MURAD MAGALHAES, CPATU; Amauri Alves de Alvarenga, UFLA.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cross2015.pdf757,04 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace