Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1012976
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSOUZA, M. D. dept_BR
dc.contributor.authorSANTOS, M. C.pt_BR
dc.contributor.authorSOUZA, D. D. dept_BR
dc.contributor.authorSOUZA, A. V. dept_BR
dc.contributor.authorSANTANA, J. R. F. dept_BR
dc.date.accessioned2015-04-08T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-04-08T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-04-08pt_BR
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.citationIn: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMIÁRIDO, 9., 2014, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semiárido, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1012976pt_BR
dc.descriptionOs reguladores vegetais são utilizados na multiplicação in vitro por controlar o crescimento e o alongamento celular, estimular a divisão celular e reduzir a dominância apical. Com este trabalho, objetivou-se estudar os efeitos de diferentes concentrações de 6- benzilaminopurina (BAP) e ácido indolacético (AIA) na multiplicação in vitro de baraúna (Schinopsis brasiliensis Engl.). O experimento foi conduzido no Laboratório de Biotecnologia da Embrapa Semiárido e foram utilizadas microestacas como explantes, que receberam um pré-tratamento in vivo com três pulverizações consecutivas de fungicida sistêmico e bactericida. Para o estabelecimento in vitro, os meios utilizados foram o WPM e o DKW combinados com BAP a 0,5 mg L-1 ou 1,0 mg L-1 e AIA a 0,1 mg L-1; 0,2 mg L-1 ou 0,4 mg L-1, totalizando 12 tratamentos acrescidos de 30 g L-1 de sacarose, 6,5 g L-1 de ágar e carvão ativo a 2 g L-1. O experimento foi instalado em delineamento inteiramente casualizado (DIC) em esquema fatorial 2 x 2 x 3. Após 60 dias, as variáveis avaliadas foram: oxidação, contaminação, número de brotos e número de gemas em desenvolvimento. O BAP mostrou-se mais eficiente que o AIA, promovendo maior número de brotos e melhor desenvolvimento de gemas.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.relation.ispartofseries(Embrapa Semiárido. Documentos, 261).pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectBenzilaminopurinapt_BR
dc.subjectBAPpt_BR
dc.subjectAIApt_BR
dc.subjectMultiplicação in vitropt_BR
dc.subjectPropagaçãopt_BR
dc.subjectRegulador vegetalpt_BR
dc.subjectPlanta medicialpt_BR
dc.subjectNatural resourcept_BR
dc.titleEstabelecimento in vitro de baraúna sob diferentes concentrações de BAP e AIA.pt_BR
dc.typeArtigo em anais e proceedingspt_BR
dc.date.updated2016-05-17T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroCaatingapt_BR
dc.subject.thesagroRecurso naturalpt_BR
dc.subject.thesagroBaraúnapt_BR
dc.subject.thesagroÁcido Indolacéticopt_BR
dc.subject.thesagroSchinopsis Brasiliensispt_BR
dc.format.extent2p. 57-61.pt_BR
riaa.ainfo.id1012976pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2016-05-17pt_BR
dc.contributor.institutionMAZIELE DIAS DE SOUZA, Bolsista da Facepe da Embrapa Semiárido; MICAELE COSTA SANTOS, Doutoranda em Recursos Genéticos da Universidade Estadual de Feira de Santana; DANILO DIEGO DE SOUZA, Pós-graduando em Fisiologia Vegetal da Universidade Federal Rural de Pernambuco; ANA VALERIA VIEIRA DE SOUZA, CPATSA; JOSÉ RANIERE FERREIRA DE SANTANA, Professor da UEFS, Feira de Santana, BA.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATSA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Resumo07.pdf54,19 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace