Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1015702
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorGUIMARÃES, S. L.pt_BR
dc.contributor.authorBALDANI, V. L. D.pt_BR
dc.contributor.otherSALOMÃO LIMA GUIMARÃES, UFMT; VERA LUCIA DIVAN BALDANI, CNPAB.pt_BR
dc.date.accessioned2015-05-20T05:29:15Z-
dc.date.available2015-05-20T05:29:15Z-
dc.date.created2015-05-19pt_BR
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.issn2177-8760pt_BR
dc.identifier.other39935pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1015702pt_BR
dc.descriptionobjetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da inoculação de Herbaspirillum spp. e Burkholderia spp. em relação aos componentes de produtividade do arroz. Foram conduzidos dois experimentos: o primeiro, em casa de vegetação, e o segundo, sob condições de campo, com duas cultivares de arroz (IR42 e IAC4440). No experimento em casa de vegetação, para a cv. IR42, foram utilizadas as estirpes ZAE94 e ZALIR42 (Herbaspirillum seropedicae), e M130 e M171 (Burkholderia spp.). Na cultivar IAC4440: ZAE94 e Z3 (H. seropedicae), M130 e M209 (Burkholderia spp.), com quatro repetições. Como controle, foram utilizadas plantas sem inoculação. As bactérias foram marcadas para resistência ao antibiótico estreptomicina, sendo que Herbaspirillum spp. apresentou resistência a 100 mg kg?1 de estreptomicina, enquanto Burkholderia spp., até 150 mg kg?1. A inoculação das sementes ocorreu por meio da peletização, com a turfa contendo as bactérias multiplicadas em meio Dygs. Foram plantadas quatro sementes por vaso, sendo realizada uma coleta no final do ciclo das cultivares. Já no campo, as coletas foram realizadas de acordo com o estádio fenológico das cultivares, avaliando-se: população de bactérias diazotróficas nas plantas, matéria seca, N-total da parte aérea e produção de grãos. Em casa de vegetação, de maneira geral, a inoculação teve efeito positivo, variando de acordo com cada estirpe e cultivar utilizadas. No campo, os resultados mais promissores apontaram para a cultivar IAC4440, com incrementos de até 54% na produção de grãos, em função da inoculação com bactérias diazotróficas.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/124131/1/Producao-de-arroz-inoculado-com-bacterias-diazotroficas-marcadas-com-resistencia-induzida-ao-antibiotico-estreptomicina.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRevista de Ciências Agrárias. Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, v. 56, n. 2, p. 125-132, 2013pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Agrobiologia - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectHerbaspirillum spp.pt_BR
dc.subjectBurkholderia spp.pt_BR
dc.titleProdução de arroz inoculado com bactérias diazotróficas marcadas com resistência induzida ao antibiótico estreptomicina.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2015-05-20T05:29:15Zpt_BR
dc.subject.thesagroResistência Química.pt_BR
dc.ainfo.id1015702pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2015-05-19pt_BR
dc.identifier.doihhtp://dx.doi.org/10.4322/rca.2013.020pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPAB)


FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace