Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1017200
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSANTOS, G. A.pt_BR
dc.contributor.authorRESENDE, M. D. V. dept_BR
dc.contributor.authorSILVA, L. D.pt_BR
dc.contributor.authorHIGA, A.pt_BR
dc.contributor.authorASSIS, T. F.pt_BR
dc.contributor.otherGleison Augusto Santos, CMPC Celulose Riograndense; MARCOS DEON VILELA DE RESENDE, CNPF; Luciana Duque Silva, USP; Antonio Higa, UFPR; Teotônio Francisco Assis, Assistech Tecnologia em Melhoramento.pt_BR
dc.date.accessioned2015-06-09T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-06-09T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-06-09pt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.other53749pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1017200pt_BR
dc.descriptionEste trabalho objetivou estudar a interação genótipos em ambientes de clones de Eucalyptus em quatro ambientes do Estado do Rio Grande do Sul. Os ensaios foram conduzidos nas áreas da empresa CMPC Celulose Riograndense, nos Municípios de Minas do Leão (Horto Florestal Cambará), Encruzilhada do Sul (Horto Florestal Capivara), Dom Feliciano (Horto Florestal Fortaleza) e Vila Nova do Sul (Horto Florestal São João). No ano 2007, foi implantada uma rede de testes clonais com 864 clones de Eucalyptus, pertencentes a 37 espécies e híbridos. Aos 3 anos de idade, foram mensurados o diâmetro à altura do peito (dap) e a altura total (Ht) das árvores dos experimentos. O incremento médio anual (IMA) foi calculado de acordo com o volume individual por clone e o estande de plantas por hectare na idade de avaliação do teste clonal. Os resultados da correlação genotípica entre os ambientes variaram de 0,39 a 0,56, demonstrando que ocorreu interação genótipos x ambientes significativa dos caracteres avaliados. Esses resultados indicam que é necessário selecionar clones específicos, nas combinações de ambientes com baixa correlação genética entre si. Ocorreu baixa correção genética entre os ambientes Cambará x Capivara; Cambará x São João; Capivara x Fortaleza; Capivara x São João; e Fortaleza x São João. Dessa maneira, para este estudo foram necessárias três unidades de manejo para minimizar os efeitos da interação genótipos x ambientes. Incluindo a seleção por estabilidade, adaptabilidade e os dois atributos simultaneamente, ocorreu mudança de clones e de posição entre os clones no ordenamento de seleção. Com a seleção simultânea por estabilidade e adaptabilidade (MHPRVG), os ganhos aumentaram em comparação com a seleção pelos valores genotípicos preditos entre os ambientes, principalmente, e houve incremento dos ganhos em relação à testemunha comercial. Por exemplo, os cinco melhores clones pelo critério MHPRVG apresentaram-se 56% superiores à testemunha comercial para a característica produtividade em volume.pt_BR
dc.description.uribitstream/item/125165/1/2015-M.Deon-RA-Interacao.pdfpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherRevista Árvore, Viçosa, MG, v. 39, n. 1, p. 81-91, 2015.pt_BR
dc.relation.ispartofEmbrapa Florestas - Artigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.subjectAdaptabilidadept_BR
dc.subjectEstabilidadept_BR
dc.subjectGanho genéticopt_BR
dc.subjectAdaptabilitypt_BR
dc.subjectStabilitypt_BR
dc.subjectGenetic gain.pt_BR
dc.titleInteração genótipos X ambientes para produtividade de clones de Eucalyptus L'Hér. no Estado do Rio Grande do Sul.pt_BR
dc.typeArtigo em periódico indexado (ALICE)pt_BR
dc.date.updated2017-01-26T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.nalthesaurusEucalyptus.pt_BR
dc.ainfo.id1017200pt_BR
dc.ainfo.lastupdate2017-01-26pt_BR
Appears in Collections:Artigo em periódico indexado (CNPF)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015M.DeonRAInteracao.pdf213,81 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace