Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1022770
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorASSIS, R. M. A. dept_BR
dc.contributor.authorLAMEIRA, O. A.pt_BR
dc.contributor.authorPORTAL, R. K. V. P.pt_BR
dc.contributor.authorMEDEIROS, P. R.pt_BR
dc.date.accessioned2015-08-27T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-08-27T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-08-27pt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.citationIn: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 19.; SEMINÁRIO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA AMAZÔNIA ORIENTAL, 3., 2015, Belém, PA. Anais. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1022770pt_BR
dc.descriptionA ipecacuanha é reconhecida mundialmente como planta medicinal e popularmente conhecida por ipeca, ipeca-verdadeira, poaia, poaia cinzenta. Sendo que a verdadeira ipeca [Psychotria ipecacuanha (Brot.) Stokes - Rubiaceae] tem como seu centro de origem o Brasil. A sua propagação é vegetativa, feita através de fragmentos de raiz, utilizando fragmentos de 5 cm de comprimento. Contudo a propagação por semente não é recomendável em virtude da baixa e demorada germinação. O sucesso dessa propagação vegetativa por estaquia sofre influência de vários fatores, entre eles a escolha do substrato. Com isso, o trabalho teve por objetivo verificar a influência dos diferentes tipos de substratos no processo de enraizamento das estacas de raiz na propagação da ipeca. As estacas foram plantadas em uma câmara-úmida contendo os substratos: mistura de terra preta e serragem, na proporção 2:1 e areia. Após 60 dias foram avaliadas as características: tempo de emissão, número de raízes secundárias e comprimento da maior raiz; porcentagem de estacas enraizadas; tempo de emissão, número de folhas, altura das plântulas e o índice de área foliar, todos avaliados com auxílio de paquímetro digital. Ocorreu diferença significativa entre os substratos para número de raízes secundária, comprimento da maior raiz e porcentagem de enraizamento. Nas avaliações realizadas para todas as características, o substrato composto por terra + serragem, mostrou-se superior ao tratamento constituído de areia.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectIpecapt_BR
dc.subjectCâmara-úmidapt_BR
dc.subjectRaízespt_BR
dc.subjectSubstratospt_BR
dc.titleEfeito de substratos na propagação vegetativa da ipeca - Psychotria ipecacuanha (Brot.) Stokes. (Rubiaceae).pt_BR
dc.typeArtigo em anais e proceedingspt_BR
dc.date.updated2016-02-03T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroEnraizamentopt_BR
dc.format.extent2p. 157-161.pt_BR
riaa.ainfo.id1022770pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2016-02-03pt_BR
dc.contributor.institutionRafael Marlon Alves de Assis, BOLSISTA PIBIC/CNPQ; OSMAR ALVES LAMEIRA, CPATU; Ruany Karen Vidal Pantoja Portal, PÓS-GRADUANDO UEG; Paula Ribeiro Medeiros, PÓS-GRADUANDA UFRA.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATU)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pibic201533.pdf258,85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace