Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1026053
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Meio Ambiente - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2006
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: OLIVEIRA, M. R. V. de
BATISTA, M. F.
MICHEREFF FILHO, M.
SA, L. A. N. de
SILVA, P. R. V. P. da
Additional Information: MARIA REGINA VILARINHO DE OLIVEIRA, Embrapa Cenargen; M. F. BATISTA; M. MICHEREFF FILHO; LUIZ ALEXANDRE NOGUEIRA DE SA, CNPMA; P. R. V. P. da SILVA, Embrapa Trigo.
Title: Contribuição da pesquisa para a rastreabilidade vegetal no Brasil.
Publisher: In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE RASTREABILIDADE DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS, 2., 2006, Brasília, D.F. Segurança do alimento e sustentabilidade: medidas de aferição da coforidade em processos agropecuários: anais... Brasília, D.F.: [s.n.], 2006. p. 187-193.
Language: pt_BR
Keywords: Rastreabilidade
Sanidade vegetal.
Description: As atividades relacionadas à cadeia alimentar no agronegócio mudaram dramaticamente nas últimas décadas. Os aumentos da população e do consumo em termos mundiais foram às razões encontradas para isso. Como conseqüência o comércio internacional vem contribuindo para a introdução de organismos nocivos em novos habitats. Muitas dessas introduções podem causar danos a culturas importantes e mesmo enfermidades ou morte em seres humanos. De forma a proteger o comércio e as pessoas, organizações internacionais estão elaborando normas para harmonizar informações bioecológicas. Entre essas informações estão os sistemas de garantia de qualidade, rastreabilidade, protegendo a cadeia alimentar ?antes da porteira até a mesa do consumidor?. As demandas de pesquisa e inovação tecnológica em fitossanidade também estão aumentando. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é uma das organizações governamentais responsáveis pela pesquisa em sanidade vegetal e por isso está em desenvolvimento o Projeto em Rede de Sanidade Vegetal. As culturas prioritárias de estudos no projeto foram as frutíferas e plantas ornamentais. Foram consideradas as seguintes pragas: Maconellicoccus hirsutus, Erwinia amylovora, Bunchy top virus, Bemisia tabaci, Bactrocera carambolae, Meloidogyne spp, Aleurocanthus woglumi, Phyllocnistis citrella, Mycosphaerella fijiensis, Cydia pomonella, Ceratitis capitata, Anastrepha spp., Amrineus cocofolius, Aceria guerreronis, Colletotrichum gloesporioides, Papaya ringspot virus, Sirex noctilio, Cinara spp. Embora os resultados parciais obtidos no projeto de Rede de Sanidade Vegetal sejam satisfatórios, muitos outros projetos em associação com os parâmetros de educação em sanidade vegetal deverão ser desenvolvidos para atender essas novas demandas da sociedade moderna.
Thesagro: Agronegócio.
Data Created: 2015-10-08
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CNPMA)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006AA001.pdf2.36 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace