Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1027015
Research center of Embrapa/Collection: Embrapa Tabuleiros Costeiros - Artigo em anais de congresso (ALICE)
Date Issued: 2015
Type of Material: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Authors: SANTOS, M. C. dos
SANTOS, P. de M.
SENA FILHO, J. G. de
TEODORO, A. V.
Additional Information: JOSE GUEDES DE SENA FILHO, CPATC; ADENIR VIEIRA TEODORO, CPATC.
Title: Patogenicidade de formulações bioinseticidas à base de Beauveria bassiana sobre a broca-do-olho-docoqueiro Rhynchophorus palmarum.
Publisher: In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA TABULEIROS COSTEIROS, 5., 2015, Aracaju. Anais... Brasília, DF: Embrapa, 2015. p. 280, ref. 22-32. 1 CD-ROM. Editor Técnico: Marcelo Ferreira Fernandes, Embrapa Tabuleiros Costeiros.
Language: pt_BR
Keywords: Fungo entomopatogênico
Nanotecnologia.
Description: A broca-do-olho-do-coqueiro Rhynchophorus palmarum (Coleoptera: Curculionidae) é uma das principais pragas da cultura do coqueiro no Brasil. O fungo entomopatogênico Beauveria bassiana é eficaz no controle dessa praga, no entanto uma ausência de trabalhos descritos na literatura no que concernem a formulados a base do fungo é notória. Formulados de conídios de B. bassiana fornecem maior estabilidade ao meio externo, além de garantir um valor agregado do ponto de vista comercial.O presente trabalho teve por objetivo a avaliação da patogenicidade de formulados bioinseticidas à base do fungo entomopatogênico B. bassiana sobre a R. palmarum em condições de laboratório. Os experimentos foram realizados com diferentes formulados à base de matriz polimérica de Alginato (A) e bentonita (B) a 2, 4 e 6%, bem como Alginato e bentonita com diferentes granulometrias (4 e 6%). Os formulados foram avaliados quanto a liberação de conídios, viabilidade e patogenicidade a R. palmarum ao longo do tempo. No que se refere a liberação de conídios dos formulados AB2 e AB4, não houve diferença estatisticamente significativa entre os intervalos de 6 a 48 horas. Em relação à viabilidade, os formulados apresentaram alta taxa de germinação, com porcentagens superiores a 85%. A formulação AB4 (4 g) e AB4 (1) infectaram um maior número de adultos de R. palmarum ao longo de 25 dias. Em geral, as formulações mantiveram a viabilidade do fungo entomopatogênico B. bassiana ao longo do tempo. Adicionalmente, AB4 (4 g) foi o formulado que apresentou maior patogenicidade a adultos de R. palmarum.
Thesagro: Praga de planta
Coleobroca.
Data Created: 2015-10-22
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patogenicidade.pdf207,67 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace