Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1027464
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorSTOLF, M. T.por
dc.contributor.authorVICENTE, L. E.por
dc.contributor.authorLOEBMANN, D. G. dos S. W.por
dc.contributor.authorFRANCHINI, J. C.por
dc.contributor.authorROGGIA, S.por
dc.contributor.otherMARCELA TABORDA STOLF, ESTAGIÁRIA CNPM; LUIZ EDUARDO VICENTE, CNPM; DANIEL GOMES DOS SANTOS W LOEBMANN, CNPM; JULIO CEZAR FRANCHINI DOS SANTOS, CNPSO; SAMUEL ROGGIA, CNPSO.por
dc.date.accessioned2015-10-29T16:02:28Z-
dc.date.available2015-10-29T16:02:28Z-
dc.date.created2015-10-28por
dc.date.issued2015por
dc.identifier.other4583por
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1027464por
dc.descriptionNeste trabalho, descrevemos os métodos utilizados na elaboração de biblioteca espectral de soja, assim como a análise espectral dos dados levantados em campo. Foram coletados espectros foliares de soja do experimento ?sistemas de preparo de solo?, da Embrapa Soja (Londrina, PR), dos quais foram selecionadas duas parcelas de dois dos tipos de preparo de solo, preparo reduzido com uma escarificação (ESC) e preparo convencional com uma aração (AD), para análise neste trabalho. Visando obter assinaturas espectrais de dois estágios fenológicos distintos da soja, os dados foram coletados em novembro de 2012 e janeiro de 2013. Em seguida, foram realizados o pré-processamento e a correção dos dados para análise. A análise das curvas de reflectância espectrais médias e de diferenças de reflectância evidencia o aumento da reflectância das medições de novembro para as de janeiro, principalmente nas bandas do visível (400 nm ? 700 nm) e infravermelho próximo (NIR, 700 nm ? 1.300 nm). Observou-se, ainda, a ocorrência do ?blue-shift? do ?red edge? para ambas as parcelas. Uma vez que o experimento foi controlado e isolado de contaminantes, essas mudanças espectrais de novembro para janeiro são atribuídas à mudança no estágio fenológico da soja. Já as diferenças espectrais entre as duas parcelas podem ser atribuídas às diferentes técnicas de preparo de solo, o que deve ser estudado com mais detalhes em pesquisas futuras. Conclui-se, assim, que a biblioteca espectral de soja a ser construída apresenta grande potencial no auxílio da caracterização remota das culturas de soja do país.por
dc.description.uribitstream/item/131974/1/4584.pdfpor
dc.languagept_BRpor
dc.language.isoporpor
dc.publisherIn: CONGRESSO INTERINSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 9., 2015. Anais... Campinas: IAC, 2015.por
dc.relation.ispartofEmbrapa Territorial - Artigo em anais de congresso (ALICE)por
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectBiblioteca espectralpor
dc.subjectEspectros foliares.por
dc.titleElaboração de biblioteca espectral para campo experimental da Embrapa Soja, Londrina, PR.por
dc.typeArtigo em anais de congresso (ALICE)por
dc.date.updated2015-10-29T16:02:28Zpor
dc.subject.thesagroSoja.por
dc.format.extent28 p.por
dc.ainfo.id1027464por
dc.ainfo.lastupdate2015-10-28por
Aparece nas coleções:Artigo em anais de congresso (CNPM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
4584.pdf381,05 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace