Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1027648
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorDIAS FILHO, V. A.pt_BR
dc.contributor.authorSANTANA, D. dos S.pt_BR
dc.contributor.authorCAVALCANTE, S. S.pt_BR
dc.contributor.authorNASCIMENTO, A. L. C.pt_BR
dc.contributor.authorFUJIMOTO, R. Y.pt_BR
dc.contributor.authorAZEVEDO, H. C.pt_BR
dc.contributor.authorCARNEIRO, P. C. F.pt_BR
dc.contributor.authorMARIA, A. N.pt_BR
dc.date.accessioned2015-10-30T11:11:11Zpt_BR
dc.date.available2015-10-30T11:11:11Zpt_BR
dc.date.created2015-10-30pt_BR
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.citationIn: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E PÓS-GRADUAÇÃO DA EMBRAPA TABULEIROS COSTEIROS, 5., 2015, Aracaju. Anais... Brasília, DF: Embrapa, 2015. p. 280, ref. 151-161. Editor Técnico: Marcelo Ferreira Fernandes.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/handle/doc/1027648pt_BR
dc.descriptionO tambaqui tem sido alvo de diversos estudos relacionados à criopreservação seminal, tanto para dar suporte ao programa de melhoramento genético atualmente em andamento, quanto para o uso em escala comercial. Apesar da existência de alguns protocolos de criopreservação de sêmen do tambaqui em palhetas, ainda há a necessidade de estudos com outros recipientes com maior capacidade de armazenamento visando à consolidação da técnica para a aplicação em escala comercial. O objetivo do presente estudo foi estabelecer um protocolo de criopreservação seminal do tambaqui em macropalhetas de 4,0 mL, a partir da definição de um meio diluidor, tempo de equilíbrio e a melhor relação temperatura/tempo no descongelamento do sêmen. No experimento 1, amostras de sêmen foram diluídas em seis meios diluidores preparados a partir da combinação do crioprotetor metilglicol (5, 10 ou 15%) e gema de ovo (0 ou 5). Após a diluição, o sêmen permaneceu em contato com cada meio diluidor durante 4, 20 ou 40 minutos (tempo de equilíbrio) antes do início do congelamento. No experimento 2, foi avaliada a influência da temperatura e tempo de descongelamento na qualidade seminal do tambaqui. Para isso, amostras de sêmen congeladas foram descongeladas em banho-maria nos seguintes tratamentos: 30ºC por 50s (T1) e 80s (T2) e 60ºC por 25s (T3) e 40s (T4). Melhores resultados de cinética espermática foram obtidos com o sêmen diluído no meio composto por 5% de metilglicol acrescido de 5% de gema de ovo, o qual deve ser congelado 4 min após a diluição (motilidade total - 60%). O descongelamento a 60°/25s apresentou melhores resultados de motilidade total (55%) que os protocolos 30°C/50s, 30°/80s e 60°/50s (temperatura/tempo). Ao final do estudo concluiu-se que o protocolo ideal para criopreservação do sêmen do tambaqui em macropalhetas de 4,0 mL consiste na diluição do sêmen na proporção de 1:9 (v:v) em um meio diluidor composto por 5% de metilglicol e 5% de gema de ovo, os quais devem permanecer em contato por 4 minutos até que sejam submetidos ao processo de congelamento em botijão dry-shipper. O descongelamento das amostras deve ser realizado em banho-maria a 60°C por 25s.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccesspt_BR
dc.subjectCinética espermáticapt_BR
dc.subjectCrioprotetorpt_BR
dc.subjectMetilglicolpt_BR
dc.titleProtocolo para congelamento e descongelamento do sêmen de tambaqui em macropalhetas.pt_BR
dc.typeArtigo em anais e proceedingspt_BR
dc.date.updated2016-04-05T11:11:11Zpt_BR
dc.subject.thesagroOvopt_BR
dc.subject.thesagroAnimal aquáticopt_BR
dc.subject.thesagroGema de Ovopt_BR
dc.subject.thesagroPeixept_BR
riaa.ainfo.id1027648pt_BR
riaa.ainfo.lastupdate2016-04-05pt_BR
dc.contributor.institutionRODRIGO YUDI FUJIMOTO, CPATC; HYMERSON COSTA AZEVEDO, CPATC; PAULO CESAR FALANGHE CARNEIRO, CPATC; ALEXANDRE NIZIO MARIA, CPATC.pt_BR
Appears in Collections:Artigo em anais de congresso (CPATC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Protocoloparacongelamento.pdf134,71 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

FacebookTwitterDeliciousLinkedInGoogle BookmarksMySpace